Ataque a seminário bíblico faz ao menos dez mortos

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

21 de maio de 2018.

 

Um ataque à Faculdade Cristã Emanuel (ECC, da sigla em inglês) em Goli, no Sudão do Sul, fez ao menos dez mortos, entre os quais cinco crianças, três guardas e pai e filho que eram refugiados vindos de Mundri. O ataque aconteceu segunda-feira (14). Os agressores também violentaram uma menina de 14 anos, filha de um funcionário. Escritório, salas de aula e casas foram vandalizadas e saqueadas. A diretoria da faculdade reportou o incidente às autoridades e está ajudando-os sobre os próximos passos.

A Faculdade Cristã Emanuel é uma instituição de treinamento que foi construída pela Portas Abertas em parceria com a Igreja Evangélica Presbiteriana do Sudão em 2001. O objetivo era promover treinamento em teologia, ministérios da igreja e desenvolvimento comunitário para pessoas de todas as denominações. Com o fim da guerra e com a divisão do país em 2011, a Portas Abertas está passando a posse da faculdade para a igreja local.

Em resposta ao ataque, o diretor regional da Portas Abertas na África Subsaariana, JP Pretorius, disse: “É, de fato, um triste dia quando pessoas inocentes são atacadas em uma instituição que é reconhecida internacionalmente por expandir o evangelho num contexto etnicamente diversificado. Convocamos a comunidade cristã internacional a orar pelos funcionários da ECC e pela igreja no Sudão do Sul”.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||