Ásia: Ameaça de extremistas demanda medidas de segurança

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de setembro de 2017.

 

Iniciativa do presidente das Filipinas visa aumentar a segurança da população da região contra ataques extremistas

Foi efetuada a prisão de oito suspeitos do grupo extremista Abu Sayyaf em Kuala Lumpur, dois deles das Filipinas e seis da Malásia, conforme relatado pela Benar News em 3 de setembro de 2017. Esse é outro sinal da crescente presença de grupos radicais islâmicos no Sudeste Asiático. Por isso, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, anunciou que planeja abrir fronteiras para permitir ações conjuntas para garantir segurança, como informou o Asian Correspondent em 6 de setembro de 2017.

Thomas Muller, analista de perseguição da Portas Abertas, dá mais detalhes: "A ameaça evidente nas prisões relatadas aponta para dois grandes desafios que todos os países do Sudeste Asiático estão enfrentando”. Segundo ele, o primeiro desafio é o fato de que extremistas islâmicos vêm de países muito diferentes (entre os 19 presos estão: três iraquianos, dois indonésios, um palestino, um bengali e dois maldivos). Isso mostra que o pedido do grupo Estado Islâmico para efetuar ataques no Sudeste da Ásia foi atendido.

Em segundo lugar, mostra que as fronteiras são um conceito bastante teórico na região, especialmente em torno do Mar de Sulu, que tem como vizinhas a Malásia, a Indonésia e as Filipinas. Thomas complementa que “as ações conjuntas planejadas pelo presidente Duterte são muito necessárias, mas provavelmente não são suficientes para diminuir a ameaça existente. Nem para as minorias cristãs na região e nem para a população em geral".

Pedidos de oração

  •  Interceda por paz e segurança no Sudeste Asiático.
  •  Ore pelos governantes, para que tomem boas decisões com sabedoria para cuidar da população.
  •  Coloque em oração os cristãos perseguidos nos países atacados por extremistas islâmicos.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||