As dificuldades do cristianismo na Indonésia

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de outubro de 2014.

 

Cristãos na Indonésia estão enfrentando crescente perseguição à medida que radicais islâmicos ganham mais influência no governo, que cedeu autoridade religiosa e permitiu aos muçulmanos ‘linha-dura’, que representam um bloco chave de eleitores dessa nação, o controle da lei.

Essas leis tornam quase impossível para os cristãos construírem novas igrejas. Entre as exigências, uma igreja deve obter 60 assinaturas e ter a aprovação de um líder local antes que a construção possa começar. Estas 60 assinaturas devem vir de muçulmanos.

Igrejas que já existem foram obrigadas a atuar na clandestinidade uma vez que muçulmanos radicais ameaçam, perseguem e vandalizam os templos. Muitas congregações foram reduzidas a igrejas improvisadas em lojas alugadas, ou a reuniões em casas particulares.

Desde 2007, as autoridades indonésias têm documentado a destruição de 200 igrejas, muitas delas incendiadas por radicais islâmicos. Reconstruir as igrejas também é praticamente impossível, porque os líderes locais impedem esse processo legalmente.

Mesmo diante dessa situação, existem cristãos fiéis e corajosos. Eles têm abençoado o país pregando o Evangelho aos povos não alcançados. Ore pela Indonésia. 

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||