Após derrotas do Estado Islâmico, Igrejas reabrem suas portas no Iraque

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

10 de novembro de 2016.

Já é possível ouvir o som de louvores e ver as atividades evangelísticas voltando para algumas cidades iraquianas

Em Mossul, a segunda maior cidade do Iraque, já se pode ouvir os cristãos louvando a Deus novamente. Algumas igrejas já foram reabertas, cultos estão sendo realizados e, aos poucos, o que foi destruído está sendo levantado novamente. Apesar das dores e traumas causados pela guerra, muitos cristãos ansiavam por esse momento. Em Qaraqosh, cidade que também foi recapturada do Estado Islâmico (EI), muitos estão retornando às suas casas e as atividades religiosas também estão voltando aos poucos.

Embora seja uma fase decisiva para a igreja no país, os combates continuam em algumas regiões. Há cerca de 250 mil civis ainda no fogo cruzado e por volta de 5 mil soldados do EI que prometem lutar até a morte, já que Mossul é muito significativa para eles, foi lá que eles proclamaram a instauração de um califado em junho de 2014.

10-iraque-cruz-liberacao-ei
Para defender o Iraque, há 50 mil soldados lutando com a colaboração de outros combatentes aéreos dos EUA. Os cristãos que já retornaram para suas vilas são considerados corajosos, pois ainda não há segurança suficiente para eles e muito menos confiança em seus antigos vizinhos muçulmanos que abriram caminho para os extremistas islâmicos, pouco antes das cidades serem tomadas por eles. Ore por essa nação.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||