Após ataque, ao menos seis igrejas negras incendiadas nos EUA

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

30 de junho de 2015.

 

Após o massacre que matou nove pessoas em uma igreja metodista historicamente frequentada pela comunidade negra da cidade de Charleston, na Carolina do Sul, o Southern Poverty Law Center, organização de advocacia especializada em direitos civis, afirmou que pelo menos outras seis igrejas frequentadas predominantemente por negros foram danificadas ou destruídas com fogo na última semana.

A organização pondera que três destas igrejas podem ter sido danificadas de forma acidental, mas ressalta que as demais são resultado de ação proposital.

O primeiro incêndio ocorreu na segunda-feira (22/06) na igreja Adventista do Sétimo dia em Knoxville, Tennessee. De acordo com autoridades, ocorreram diversos focos na propriedade da igreja e em uma van, que também foi queimada.

Após incêndio, uma nova van foi doada à igreja. 

Na terça (23/06), um incêndio no santuário God’s Power Church of Christ em Macon, na Geórgia, também está sendo investigado como criminoso. E na quarta (24/06), um incêndio na Igreja Batista Briar Creek em Charlotte, Carolina do Norte, provocou um dano no santuário e ginásio no valor estimado de US$ 250 mil (aproximadamente R$ 786 mil) e também está sendo investigado como criminoso, de acordo com o corpo de bombeiros local.

Além desses, um incêndio, cuja causa é desconhecida, também atingiu a Igreja Batista Glover Grover em Warrenville, na Carolina do Norte, na sexta (26/06). Já um relâmpago é suspeito de ter destruído a igreja presbiteriana de Fruitland no condado de Gibson, Tennessee, na última quarta e a queda de uma árvore pode ter causado danos nas linhas elétricas e ter provocado o incêndio na igreja Grande Milagre Apostólico em Tallahassee, Flórida, com danos estimados em US$ 700 mil (R$ 2,2 milhões).

Alvos

Igrejas negras têm sido alvo constante de atentados nos Estados Unidos. Desde 1956, ocorreram pelo menos 91 atos de violência com tiroteios, bombas, incêndios ou vandalismo.

“Desde a escravidão e os dias da Jim Crow [leis que estabeleciam que escolas públicas e a maioria dos locais públicos — incluindo trens e ônibus — tivessem instalações separadas para brancos e negros] através do movimento dos direitos civis, supremacistas brancos têm como alvo igrejas negras por causa da importância delas como pilar da comunidade negra como centro de liderança e instituição, construção, educação, desenvolvimento social e político e organização da luta contra a opressão”, afirmou o escritor David A. Love ao site Atlanta BlackStar.

A imprensa norte-americana ressalta que os incêndios ocorreram após o aumento da pressão para a remoção da bandeira confederada — uma das principais características da superioridade branca — de prédios governamentais e locais públicos, bem como a proibição da venda dessas bandeiras em lojas e mercados online. 

Fonte: Opera Mundi.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||