Aldeias cristãs são atacadas durante festividades na República do Congo

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

06 de janeiro de 2017.

A violência se espalhou para várias regiões; fontes locais informaram que o número de mortos é de aproximadamente 700

Ataques em várias aldeias da República do Congo e combates entre milícias mataram pelo menos 35 pessoas durante as festas de fim de ano, em Kivu do Norte, ao leste do país, uma região onde a maioria dos habitantes é cristã.

A violência começou em Eringeti, uma cidade que fica a 55 quilômetros de Beni e que é muito conhecida pelos massacres que deixaram centenas de mortos, organizados pelos rebeldes das Forças Democráticas Aliadas (ADF, sigla em inglês, Allied Democratic Forces), dominadas por muçulmanos extremistas ugandenses.

Entre as vítimas estavam pelo menos 13 civis hutus (grupo étnico originado em Ruanda e Burundi), a maioria de mulheres e uma menina de apenas oito anos, de acordo com informações de um oficial local. A violência se espalhou para outras regiões. Fontes locais informaram que o número de mortos é de aproximadamente 700.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||