Al-Qaeda invade acampamento do exército e mata soldados, colocando cristãos em perigo

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

06 de março de 2018.

Militantes islâmicos da Al-Qaeda invadiram um acampamento do exército no norte do Mali, matando pelo menos 14 soldados, informou o canal de TV Al-Jazeera. Outros 18 ficaram feridos. A reportagem diz: “O governo do Mali está perdendo controle nas áreas rurais diante dos crescentes ataques da Al-Qaeda a tropas do governo nacionais e estrangeiras”.

O país recentemente comemorou o quinto ano da missão militar francesa para expulsar militantes islâmicos das principais cidades da região norte. Essa operação, no entanto, parece simplesmente ter dispersado os grupos militantes para o deserto nas redondezas. O Mali tem presenciado ataques mortais desde 2012, quando militantes da Al-Qaeda, associados ao movimento Azawad, tomaram o controle da região norte do país.

Esse último ataque forçou o presidente Ibrahim Boubacar Keita cancelar sua presença na reunião da cúpula da União Africana na Etiópia. “Esse ataque é um lembrete de que a situação no país é instável e perigosa para a comunidade cristã”, afirma o analista de perseguição da Portas Abertas. Ore pela paz e segurança dos cristãos perseguidos no país que ocupa a 37ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2018.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||