Acordo de paz precisa ser entendido pelos filipinos

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

31 de janeiro de 2016.

 

Um acordo histórico entre o governo filipino e um grupo separatista encerra 40 anos de luta armada

Os filipinos começam o ano com as eleições presidenciais no país. Durante o período de campanhas políticas, os eleitores precisam entender a postura de seus candidatos, principalmente com relação à "Lei Básica Bangsamoro – BBL", um acordo feito entre o governo filipino e os membros do "Moro Islamic Liberation Front – MILF" pela paz em Mindanao, segunda maior ilha do arquipélago. Esse acordo histórico aconteceu logo após a morte de 43 policiais em um confronto com as milícias da MILF, que é o maior grupo separatista muçulmano no sul das Filipinas.

Conforme a mídia local, esse acordo encerrou 40 anos de luta armada num arquipélago onde prevalecem os cristãos. O tratado deu aos líderes separatistas a gestão interina da ilha até as eleições regionais de 2016. O atual presidente disse que o acordo abre caminho para mudanças permanentes em Mindanao. Os confrontos iniciados na década de 70, envolvem 5 milhões de filipinos muçulmanos entre 100 milhões de habitantes, sendo 80% deles cristãos. O motivo dessa guerrilha, considerada uma das mais sangrentas da Ásia, é porque a minoria muçulmana considera o sul do arquipélago como sua terra ancestral.

Até hoje, 150 mil vidas foram perdidas. Observadores internacionais lembram que para garantir uma paz duradoura, várias medidas ainda precisam ser aprovadas nesse ano. Os cristãos não estão muito esperançosos, porque além da MILF, há grupos separatistas menores atuando na mesma região e atacando os cristãos constantemente. Ore por eles.

Pedidos de oração

  • Peça por todos os filipinos que sofrem com a perseguição religiosa, para que permaneçam firmes na fé.
  • Ore pelas eleições presidenciais do país, para que o novo presidente seja tocado pelo amor de Cristo e estenda as mãos aos cristãos.
  • Interceda também para que os eleitores sejam sábios na hora de escolher seus candidatos e para que os muçulmanos ouçam e entendam o evangelho que está sendo pregado para eles.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||