A transformação de Fady

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

17 de julho de 2018.

 

Fady é um jovem de um vilarejo rural no Egito. Ele começou a trabalhar aos 14 anos para ajudar a família. É muito comum que isso aconteça. Aliás, segundo o próprio Fady, essa é a principal preocupação no coração e mente dos jovens: a falta de emprego nas pequenas cidades, que os força a mudar para o Cairo ou para uma das poucas grandes cidades do país.

Longe da família e da igreja local, ele foi exposto aos princípios do mundo sem ter o preparo ou a maturidade necessária. Fady se distanciou de Deus, cedeu às tentações na área sexual e passou a mentir para ganhar mais dinheiro. “É tão triste que os jovens não tenham ensinamento cristão suficiente antes de enfrentar o mundo”, diz. Esse é o primeiro maior desafio que jovens cristãos egípcios enfrentam.

O segundo é a discriminação religiosa. Após cinco anos de estudo e trabalho, um amigo de Fady que é estudante de medicina seria apontado para ser assistente do professor. Mas nunca chegou a ocupar o cargo simplesmente por ser cristão. Fady conta outras histórias de professores que fazem perguntas difíceis aos alunos assim que descobrem que são cristãos. Um irmão é facilmente identificado pelo nome no Egito. Moças cristãs também são assediadas e ninguém ousa se opor ao comportamento de um professor, sob o risco de ser reprovado.

Alcançado pelo amor no ministério de jovens

Um dia, um líder do ministério de jovens mostrou interesse em Fady, que se abriu com ele sobre seu passado. Ele foi uma peça-chave para que Fady realmente entregasse a vida a Jesus e se tornasse uma nova criatura. “Conforme me aproximei do ministério de jovens, comecei a mudar. Não precisava mais ficar sozinho e lutar sozinho. Encontrei pessoas que se importavam comigo, oravam por mim e me ajudaram a crescer no meu relacionamento com Deus”, compartilha.

Hoje, estudante do segundo ano de engenharia, Fady é um evangelista na faculdade. Ele visita os estudantes em seus dormitórios no campus da universidade e ora com eles; também começou um grupo de estudo bíblico para alunos em seu dormitório. Seu desejo é ajudar jovens que passam pelas mesmas dificuldades que ele passou e ajudar também os jovens da igreja em seu vilarejo. “Meu sonho é viver o chamado de Deus para minha vida. Oro para que mesmo que a situação ao nosso redor seja difícil e diante de todos desafios que enfrentamos como jovens cristãos, continuemos a brilhar a luz de Cristo, mostrando às pessoas o caminho para encontrá-lo”, conclui Fady.

Shockwave 2018
Entre os dias 21 e 23 de setembro acontecerá o Shockwave, um movimento de oração de jovens pelos cristãos perseguidos. Identifique-se com as histórias, envolva-se, reúna seu grupo e ore. Mergulhe nesta onda de oração pela Igreja Perseguida. Cadastre-se aqui.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||