15/10 – Dia do professor - Professores Perseguidos

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

15 de outubro de 2015.

 

A responsabilidade de transmitir conhecimento nunca foi e está longe de ser algo simples e fácil. Desde pequenos, nos deparamos com pessoas que ajudam na formação dos nossos valores, princípios e modo de ver a vida. Ser professor é decidir levar uma vida trabalhosa e, muitas vezes, não ser recompensado como merece. Mas, também se torna algo muito gratificante ao ver a evolução de quem aprendeu e ter a certeza de ter contribuído de alguma forma para aquilo.

Na Igreja Perseguida não é diferente, muitas vezes a recompensa só será alcançada no céu. Na Colômbia, por exemplo, o impacto da formação de professores indígenas cristãos é enorme. Os professores que receberam treinamento da Portas Abertas estão testemunhando que o que aprenderam os ajuda a ensinar melhor. “No começo, eu via as crianças como coisas que apenas tinham que ser preenchidas com informações. Através deste treinamento, eu aprendi a ver que cada criança é única e que elas são feitas à imagem de Deus. Agora sei que a escola é muito mais do que apenas uma transmissão de informações”, diz um dos professores.

Conheça algumas histórias de cristãos de decidiram além de enfrentar a perseguição religiosa, se dedicar à troca de conhecimento.

Sarah*
Sarah ministra aulas em Dushanbe, capital do Tajiquistão. Ela é uma professora da escola dominical em uma das igrejas locais e trabalha em uma empresa privada de alimentos. De acordo com fontes locais, ela entrou de férias no início de julho deste ano. Devido ao mês do Ramadã, seus colegas estavam discutindo temas espirituais no local de trabalho e alguém mencionou ao diretor da empresa sobre a fé cristã de Sarah. O diretor propositadamente privou a professora de suas férias e teve uma conversa de quatro horas com ela, pressionando-a a deixar Cristo e se converter ao Islã. Ele também prometeu aumentar seu salário e lhe dar uma promoção. Porém, quando ele percebeu que ela não iria aceitar suas condições, ele a ameaçou de ser demitida. Ele a deu um tempo para repensar e começou a lhe dar trabalho extra. Recentemente, o diretor disse que havia gravado o nome de Sarah em algum tipo de lista.

Leng*
Em Mianmar, Leng é uma professora cristã da pré-escola do Estado de Mon. Certa vez, ela disse que seus vizinhos costumavam interromper suas aulas na pré-escola, porque ela ensinava o cristianismo. Eles também dizem que sua casa é amaldiçoada por ela ser cristã.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Vídeo
Para comemorar esse dia, a Portas Abertas preparou um vídeo sobre o Programa de Alfabetização no Egito, mostrando como o ensino tem ajudado muitos cristãos que vivem à margem da sociedade. O programa de alfabetização, presente no país há mais de 10 anos, tem ajudado crianças, adolescentes, viúvas e donas de casa em aldeias e pequenas cidades no sul do Egito. Confira!

Pedidos de oração
• Peça a Deus por Sarah, Leng e também pelos professores da Igreja Perseguida. Muitos deles enfrentam a perseguição diariamente, mas mesmo assim não desistem de ensinar sobre Cristo e seu amor.
• Interceda pelos professores brasileiros; que Deus os conceda graça, sabedoria e paciência para ajudar na formação de cidadãos que ajudem o Brasil ser um país melhor amanhã.
• Suplique ao Senhor para que se levantem mais pessoas com o desejo de ensinar. Que o amor pela prática cresça nos corações dos futuros professores.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||