Só num único dia, a ONU aprova 9 resoluções de condenação a Israel

17 de novembro de 2018.

Desde há muito que Israel se habituou aos desmandos de uma mais que desacreditada e corrompida ONU, cada vez mais enlameada com decisões e resoluções que apontam numa única direção - Israel - negligenciando por completo outros países verdadeiramente fomentadores e promotores do terrorismo e do desrespeito pelos direitos humanos.
 
Ontem mesmo, uma comissão especial da Assembleia Geral da ONU, votou a favor de 9 resoluções que atacam a nação de Israel - sem uma única menção aos restantes países do mundo...
 
As resoluções foram passadas em rápida sucessão pela denominada "quarta comissão" da Assembleia Geral, também conhecida como "Comissão Política Especial para a Descolonização."
 
O tema principal das condenações é a questão palestiniana. Como sempre. Não só esta comissão é a grande sustentadora da comissão para os "refugiados palestinos" e seus descendentes criada em 1948, como também opera a "Comissão especial para investigação das práticas israelitas afetando os direitos humanos do povo palestino e outros árabes dos territórios ocupados" - uma comissão criada em 1968 pela então União Soviética e seus aliados árabes.
 
CONDENAÇÕES E MAIS CONDENAÇÕES...SÓ PARA ISRAEL
 
A sessão de ontem viu Israel ser condenado por alegados abusos de direitos humanos, a "ocupação" de Jerusalém oriental, e a "ocupação" dos Montes Golã capturados à Síria durante a Guerra dos Seis Dias, em Junho de 1967.
 
Totalmente ignorados na maléfica sessão de ontem foram a continuada guerra civil na Síria e seus crimes, e o contínuo abuso dos direitos humanos nesses devastado país árabe.
 
Uma das resoluções ignorou por completo a violência árabe, ao enfatizar: "a responsabilidade de Israel, a potência ocupante, de investigar todos os atos de violência dos colonos contra civis palestinos e suas propriedades, assegurando responsabilidade por tais atos."
 
Uma outra resolução condenou Israel por recusar cooperar com a"Comissão especial para Investigar as Práticas Israelitas" , reivindicando ainda que a crise contínua em Gaza - administrada pelo Hamas, e de onde Israel se retirou por completo em 2005 - era consequência das "injustas práticas e medidas israelitas."
 
Tanta estupidez reunida dá vontade de rir...
 
Israel condenado 9 vezes. Resto do mundo, 0...
 
Estas resoluções foram tomadas poucos dias depois de Israel ter sido atacado com 460 mísseis e bombas, perante o silêncio absoluto destas mesmas Nações Unidas...
 
Esta mesma pérfida organização de nações continua a manter silêncio absoluto perante as constantes violações dos direitos humanos na China, Venezuela, Arábia Saudita, Bielorrússia, Cuba, Turquia, Paquistão, Vietname, Argélia, e ainda em outros 175 países...
 
Fonte: Shalom, Israel!

Comentários

Gisele Alioto Marques em 19/11/2018 14:57:55
A ONU tem que ser dicipada!!! Golã sempre será de Israel.

André Luiz Monteiro em 19/11/2018 13:22:20
Israel continua firme e forte.
Deivilano em 18/11/2018 22:24:01
Parece que só Israel não tem o direito de se defender! Mas disse Deus abençoados serão os que te abençoarem; porém amaldiçoados serão os que te amaldiçoarem...
Orlam Gonçalves em 18/11/2018 18:24:24
A ONU é simplismente a maior máfia do fundo..
Infelizmente só tem safados que acham que mandam no mundo..
Emmanuel em 18/11/2018 13:40:27
Notícia
Ou Opinião de notícia?
Não houve
Não há
Nem haverá
Salvador
Algum a não ser
Cristo!
O REINO DE DEUS SERÁ VOS TIRADO
E CONFIADO A UM POVO
QUE PRODUZIRÁ FRUTOS
OS FILHOS DO REINO SERÃO LANÇADOS NAS TREVAS EXTERIORES
ONDE HAVERÁ CHORO E RANGER DE DENTES<
NÃO RECONHECERAM AQUELE QUE LHES TROUXE O CAMINHO DA PAZ! Cristo<
Emmanuel∆
Anibal Luis Cardoso em 17/11/2018 14:54:33
Não adianta a O.N.U. condenar se DEUS não condena !
Israel é a menina dos olhos de DEUS.
Sua proteção vem do Alto não de homens corruptos e falhos eu amo Israel !
francisco cícero silva em 17/11/2018 13:51:36
ESSES KHAZARES TALMÚDICOS CABALISTAS NADA TEM A VER COM O VERDADEIRO ISRAEL!

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||