Quarteto da paz alerta que assentamentos de Israel impedem solução de dois Estados

23 de setembro de 2016.

 

O chamado "Quarteto" de mediadores da paz no Oriente Médio disse nesta sexta-feira que se opõe com veemência à atividade em andamento nos assentamentos de Israel, alertando que ela cria o risco de acabar com a chance de uma solução de dois Estados com os palestinos.

As conversas de paz, que vislumbram um Estado palestino em territórios que Israel capturou na Guerra dos Seis Dias em 1967, fracassaram dois anos atrás, depois de nove meses de discussões em grande parte infrutíferas patrocinadas pelos Estados Unidos.

O clima político áspero entre israelenses e palestinos torna um progresso improvável. Nem o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, nem o presidente palestino, Mahmoud Abbas, mostraram sinais de conciliação durante seus discursos na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

"O Quarteto enfatizou sua forte oposição à atividade em andamento nos assentamentos, que é um obstáculo para a paz, e expressou o grave temor de que a aceleração da construção e expansão dos assentamentos... (estejam) erodindo continuamente a viabilidade da solução de dois Estados", disse o Quarteto em um comunicado nos bastidores da cúpula anual da ONU.

O grupo, composto por EUA, ONU, União Europeia e Rússia, divulgou um relatório em julho pedindo que Israel interrompa sua política de construção de assentamentos em terras ocupadas e de restrição ao desenvolvimento palestino, mas a atividade não deu sinais de diminuição.

Fonte: Reuters.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||