Presidente turco quer formar aliança de 57 nações islâmicas para "destruir Israel em 10 dias"

17 de março de 2018.

 

Estaremos a avizinhar-nos das preparações para o cumprimento das profecias de Ezequiel 38 e 39?
 
Ninguém pode ao certo afirmar se estaremos a chegar a esse anunciado momento, mas a realidade é que o espírito do Anticristo (inflamado pelo próprio Satanás) está a inspirar os arqui-inimigos de Israel a se juntarem numa pérfida aliança que poderá conduzir à maior e mais formidável força militar do planeta. 
 
"EXÉRCITO DO ISLÃ"
 
O cruel ditador anti-semita com pretensões a califa Recep Erdogan, presidente da Turquia, anunciou as suas pretensões num artigo publicado em Dezembro passado no diário turco "Yeni Safak", sob o título "Um apelo a uma ação urgente", que também surgiu no site do jornal sob a designação: "E se um exército do Islã fosse formado contra Israel?" 
 
O apelo apocalíptico foi dirigido a 57 estados muçulmanos membros da "Organização de Cooperação dos Estados Islâmicos - OIC" e foi redigido pelo próprio presidente e pelo partido de que ele é membro, o "AKP" sob a bandeira de um "Exército do Islã" , com o objetivo de cercar e atacar o estado de Israel.
 
O artigo descreve ao pormenor a forma como tal exército poderia derrotar o estado de Israel: uma combinação de forças terrestres, navais e aéreas capazes de derrotar militarmente Israel em 10 dias, e diplomaticamente em 20,"libertando depois a Palestina."
 
As boas relações entre Israel e a Turquia são coisa do passado. O incidente com a flotilha turca que tentou penetrar em águas territoriais israelitas, especificamente com o barco "Marmara", levou ao corte de relações entre os dois países, que entretanto, apesar de terem sido repostas, têm sofrido constantes perturbações, graças às atitudes ameaçadoras do ditador turco contra o estado judaico, e que ganharam novo fôlego em Maio passado, quando Erdogan apelou aos muçulmanos do mundo inteiro para que "inundassem o Monte do Templo", alegando na altura que "Cada dia que Jerusalém está sob ocupação é um insulto para nós (muçulmanos)."
 
No artigo do diário turco os planos para a invasão de Israel estão claramente delineados:"Os estados membros da OIC unem-se e formam uma força militar unida, constituindo o maior exército do mundo. A população total 'desses países' é de 1.674.526.931. O número de soldados no ativo nesses países é de pelo menos 5.206.100. O seu orçamento militar para a defesa, no valor de 174.278.420,00 dólares é também digno de ênfase."
 
E o artigo prossegue, inferiorizando Israel e as suas capacidades militares: "Em relação a Israel, é significativamente inferior. A população deste país, que tentou ocupar Jerusalém enquanto rodeado de estado muçulmanos, é de 8.049.314. De notar que só a população da cidade de Istambul ultrapassa os 14 milhões. O número de soldados no ativo das forças (de ocupação) de Israel é de 160.000, e o orçamento para a defesa de Israel ronda os 15.600.000.000 de dólares. 
 
O exércitos dos EUA tem em comparação 1.281.900 soldados no ativo, menos de um quarto dos soldados do proposto exército islâmico. O orçamento militar norte-americano - o maior de qualquer país do mundo - é de aproximadamente 580 bilhões, mais de 30 vezes o do exército proposto do Islã."
 
PLANOS DE BATALHA
 
O artigo também descreveu os planos de batalha, com o quartel general na Turquia, enfatizando ainda que a Turquia tem o sétimo maior exército do mundo, e o segundo dentre os membros da OTAN.

Numa primeira fase - segundo os planos turcos - estariam envolvidos 250.000 soldados no terreno. 

"500 tanques e veículos armados, 100 aviões de guerra, 500 helicópteros atacantes, e 50 navios de guerra e submarinos poderiam ser mobilizados" - afirma o jornal turco. 

"ATÉ A TURQUIA SÓ JÁ É SUPERIOR A ISRAEL"

"A Turquia servirá como importante quartel general durante a operação, devido às suas infra-estruturas aéreas, terrestres e navais. O exército turco, que realizou a operação militar "Escudo do Eufrates" realizada com grande sucesso (na Síria, em 2017), é agora classificado como o 7º exército mais poderoso do mundo, e o 2º entre as forças da OTAN.
A Turquia tem cerca de 4.000 tanques de guerra, e 1.000 aviões de guerra. A sua Marinha tem feito progressos significativos nestes últimos anos, com 194 navios de guerra à sua disposição."
 
"Como único país a possuir armas nucleares, o Paquistão ocupa um estatuto importante entre os 57 países membros da OIC."

"O ministro da Defesa da Malásia descreveu o reconhecimento por Trump de Jerusalém como capital do estado de Israel como uma bofetada nos muçulmanos. Ele afirmou que as Forças Armadas da Malásia estão preparadas para cumprir o seu dever em relação a Jerusalém."

APENAS AMBIÇÃO, OU CORTINA DE FUMAÇA?
 
Que o tirano ditador turco é ambicioso, isso já é um fato assumido. Que é um cruel assassino, também se sabe. Basta olhar para o atual massacre dos curdos e dos grupos cristãos na Síria, uma verdadeira limpeza étnica, que não restam dúvida sobre aquilo que Erdogan são capazes de fazer. 
 
Não nos esqueçamos também do genocídio armênio, em que os muçulmanos turcos otomanos no início do século XX assassinaram cerca de 1,5 milhões de armênios cristãos, naquilo que é considerado como o primeiro genocídio do século XX, até agora nunca reconhecido pelos sucessivos governos turcos. 

Há quem comente no entanto que todo este discurso é para consumo interno, com o intuito de se engrandecer diante do povo turco e tentar desviar as atenções dos graves problemas internos que o ditador atualmente enfrenta.
 
COOPERAÇÃO E FINANCIAMENTO TERRORISTA
 
"SADAT - a Companhia de Consulta para a Defesa Internacional da Turquia" - uma organização fundada pelo principal conselheiro militar de Erdogan, e que promove a cooperação militar pan-islâmica, visa "ajudar o mundo islâmico a ocupar o seu devido lugar entre as super-potências."
 
Segundo fontes da segurança israelita, a "SADAT" fornece financiamento e equipamento militar ao Hamas, na Faixa de Gaza, com o objetivo de formar um exército palestino para combater Israel.
 
O artigo citado conclui com esta antiga e conhecida ameaça aos judeus: "Aqueles que hoje acreditam serem os donos de Jerusalém não acharão amanhã uma única árvore atrás da qual consigam se esconder."
 
A TURQUIA MODERNA É A TOGARMA BÍBLICA
 
Na profecia de Ezequiel 38 e 39 relacionada com a invasão de Israel por uma confederação de nações, a moderna Turquia está identificada com a bíblica "Togarma."
 
É interessante a precisão profética no texto de Ezequiel 38:6: "...a casa de Togarma (Turquia atual), do extremo Norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo." 
 
Esta confederação, liderada por Gogue e Magogue, e da qual o atual Irão e a Turquia farão certamente parte, virá a uma terra"congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente. Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo" - Ezequiel 38: 8 e 9.
 
Esta imensurável multidão que virá contra Israel cairá no entanto nos montes da Terra Santa, e o número dos mortos será tão grande, que serão necessários 7 meses para os sepultar no "vale da multidão de Gogue", pois é o próprio Senhor Deus Quem irá enfrentar e destruir todos os inimigos do Seu povo eleito. 
 
Não sabemos quando tal acontecerá, mas poderemos estar a assistir a um início da conjugação dos planos e ao posicionamento das peças no quadro do xadrez profético...com um desenvolvimento talvez mais rápido do que imaginamos.
 
Fonte: Shalom Israel

Comentários

Helio em 30/03/2018 13:29:16
Leiam o capítulo 8 do livro de Daniel e verão como o anti Cristo já se manifestou
Daniel Carvalho Rocha em 24/03/2018 16:40:42
Apenas um anjo foi suficiente para destruir 185.000 soldados inimigos. É totalmente inútil para os inimigos uma guerra, onde com toda a certeza eles perderão, pois estarão lutando contra o Todo-Poderoso EL SHADDAI, onde ninguém é capaz de obstar sua mão. É uma grande loucura o que eles pretendem fazer. Serão aniquilados. As profecias se cumprirão.
Gesser Gelli em 22/03/2018 16:14:34
Tudo demonstra que breve Cristo Voltará, estejamos preparados para esse magnifico evento.
Gesser Gelli em 22/03/2018 16:11:03
Realmente tudo demonstra que Cristo Breve Voltará para buscar a sua Noiva, estejamos preparados para este Glorioso evento que pode acontecer a qualquer momento

Ledenir em 22/03/2018 15:48:55
Togarma = Turquia
Gogue = ?
Magogue?
Quem será o Irã?
almiro em 21/03/2018 14:24:25
Só ler a Bíblia ja da para saber o que Deus fez por Israel , Gedeão tinha trinta mil homens , mais so usou tresentos contra Deus meus irmão não se brinca todos estes esercitos se Ele quiser Ele destroi com mosquito da demgue batalhar contra Deus é uma guerra perdida
Antônio Cássio Pinto de Araujo em 21/03/2018 00:57:04
O Deus do Brasil, O Grande Eu Sou, O Todo Poderoso Jeová não permitirá que nação alguma sucumba a Terra Santa. Ninguém pode contra o nosso Deus, pode vim de onde for, vão apanhar e muito, porque Deus é FIEL. GLORIAS.
Olga Wanderley em 20/03/2018 15:07:13
Esse exército de 57 países com todo esse armamento bélico para destruir Israel aquela linguetinha faixa de terra NÃO TEM IDÉIA DO EXÉRCITO DO SENHOR QUE SE REDUZ A MILHARES E MILHARES DE ANJOS QUE COM CERTEZA VIRÁ NUM ABRIR E FEIXAR DE OLHOS PARA DEFENDER O SEU POVO. Vão só não sei se voltam.
Luiz Celso em 18/03/2018 12:18:14
Creio que essa rivalidade entre os países mulcumanos e Israel, é tudo culpa do envolvimento dos EUA. Agora mesmo esse maluco do Trump quer trocar a embaixada americana para Jerusalém, com isso ele tá jogando combustível na fogueira, ao invés de querer apagar o fogo.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||