Por que Gogue irá atacar Israel?

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

29 de julho de 2016.

Por: Alex Zephyr

Ezequiel 38

11. E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas;
12. A fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra.

Por que é que uma multidão de nações irá se levantar contra o pequeno Israel? Porque tanto ódio contra o povo escolhido de Deus? Existem razões para isso?

Vamos ver o que o Profeta diz das intenções de Gogue:

“A fim de tomar o despojo... “ Ezequiel 38:12

O objetivo de Gogue é claro: virá para tomar o despojo, para tomar uma presa, esta é a razão para o ataque de Gogue! Mas que tipo de despojo eles poderiam roubar de Israel, e qual motivo que irá desencadear o ataque de Gogue?

Para Alex Zephyr, é perfeitamente compreensível que esta profecia não está se referindo ao atual Estado judeu de Israel, mas sim do momento em que o Messias será revelado, quando Judá já estará reunida com as dez tribos de Israel. Ela irá ocorrer nos "últimos dias", no início da era messiânica. As riquezas do povo israelita das Dez Tribos e dos judeus remanescentes na Diáspora irá inesperadamente transbordar Israel:

Isaías 60

4. Levanta em redor os teus olhos, e vê; todos estes já se ajuntaram, e vêm a ti; teus filhos virão de longe, e tuas filhas serão criadas ao teu lado.
5. Então o verás, e serás iluminado, e o teu coração estremecerá e se alargará; porque a abundância do mar se tornará a ti, e as riquezas dos gentios virão a ti.
6. A multidão de camelos te cobrirá, os dromedários de Midiã e Efá; todos virão de Sabá; ouro e incenso trarão, e publicarão os louvores do Senhor.

9. Certamente as ilhas me aguardarão, e primeiro os navios de Társis, para trazer teus filhos de longe, e com eles a sua prata e o seu ouro, para o nome do Senhor teu Deus, e para o Santo de Israel, porquanto ele te glorificou.

Esta passagem fala da reunificação de Judá com Israel na Terra Santa com o Messias revelado no meio deles. A riqueza de Efraim, que estão nos EUA, Inglaterra, Canadá, Austrália, Europa e outros países de origem israelita irá mudar, juntamente com as numerosas populações israelitas, para a Terra Prometida.

A maior profecia da Bíblia é o cumprimento da colheita final e o resgate das nações de Judá e de Israel nos últimos anos com o advento do Messias.

Este período de tempo não será pacífico, e não haverá uma abundância de bens materiais em outros lugares. Haverá escassez substanciais de alimentos, água potável, recursos naturais e, sobretudo, uma crise energética sem gás e petróleo disponível. Estas fontes de energia são limitadas e não renovável. Haverá algumas guerras messiânicas e destruições no começo. A economia mundial vai estar em crise.

O mundo precisa desesperadamente de fontes renováveis ​​de energia limpa e barata que vão mudar as formas de vida em nosso planeta. Até a humanidade encontrar novas fontes de energia que revolucione a vida na Terra, temos que lidar com o que está disponível e fazer o melhor dele. Enquanto isso, graças ao talento nacional para a inovação em ciência e tecnologia e descobertas de enormes reservatórios de gás natural e petróleo (Leviathan e Tamar) sob o Mar Mediterrâneo e no Golan, que deve atender às necessidades de Israel por mais de 100 anos, a economia de Israel irá florescer com um crescimento surpreendente e se tornar a economia mais forte do mundo. Isto irá abrirá uma nova era de prosperidade, paz e felicidade para os israelitas.

Aquelas pessoas que costumava brincar que Moisés na época do Êxodo do Egito cometeu um grande erro por virar à esquerda (para a Terra de Israel), em vez de virar para a direita (para a Arábia Saudita), escolhendo o único lugar no Oriente Médio sem petróleo, terá seu erro provado pela Palavra profética da Bíblia Sagrada e as reais descobertas geológicas realizadas por cientistas israelenses.

Além disso, a situação de paz em Israel como a Bíblia descreve, como uma "terra das aldeias não muradas", "as pessoas em repouso", "não tendo bares, não há portas" (Ezequiel 38:11), só será alcançada depois de derrotar as vizinhas nações árabes e muçulmanos agressivos (Isaías 11:14 ; Zacarias 12:6). Estas nações são listadas no Salmo 83: 6-8. Todos esses inimigos serão exterminados da Terra Santa. Israel vai reaver seus territórios e restabelecer suas fronteiras às suas dimensões bíblicas como foi profetizado na Bíblia hebraica:

"Unto seus descendentes tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até o grande rio Eufrates" (Gênesis 15:18 ; Números 34:1-13).

A maioria dos países de aliados de Gogue não terá uma situação tão próspera como a que Israel goza. Suas economias serão pobres e à beira do colapso.

O desejo de Gogue de "saquear" a Terra de Israel é, portanto, bastante clara, fornecendo evidências porque o inimigo de Israel virá a atacá-la.

Tradução: Últimos Acontecimentos.

Fonte: Breaking Israel News.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||