"Plano de paz" para o Oriente Médio provoca um verdadeiro corre-corre

22 de junho de 2018.

 

Agora que pouco a pouco se vai desvendando o plano Trump para a "paz" no Oriente Médio, as correrias dos enviados e líderes regionais e mundiais entrou num ritmo quase alucinante.

EGITO, JORDÂNIA, QATAR, ARÁBIA SAUDITA... ISRAEL
 
Após visitas-relâmpago ao Eipto, Jordânia, Qatar, e Arábia Saudita, os enviados norte-americanos Jason Greenblatt e Jared Kushner dirigem-se agora ao destino final: Israel, onde deverão chegar durante o dia de hoje.
 
Estas visitas visam implementar o plano de paz israel-palestino ainda não desvendado ao público. A situação na Faixa de Gaza será também um assunto presente na agenda dos enviados, especialmente na visita de hoje ao estado judaico.
 
Porta-vozes das autoridades norte-americanas têm informado que o plano de paz está quase pronto, prevendo-se a sua revelação durante o Verão. Sabe-se que enfrenta a oposição dos palestinianos que cortaram relações com a administração Trump, após esta ter em Dezembro passado reconhecido Jerusalém como a capital de Israel e decidido mudar a sua embaixada para aquela cidade.
 
Não há por isso conversações agendadas com os palestinos.
 
Estas visitas dos enviados norte-americanos aos países árabes "moderados" visam convencê-los a exercerem pressão sobre os palestinianos para que estes aceitem o plano da administração Trump. 

 

REI DA JORDÂNIA VAI A WASHINGTON
 
Sabe-se entretanto que o rei da Jordânia Abdullah II está a planear deslocar-se já nesta próxima Quinta-Feira para se encontrar com o presidente norte-americano Donald Trump e certamente discutir o plano de paz proposto pelos americanos. 
 
Fonte: Shalom, Israel!

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||