Pela primeira vez em 70 anos, membro da realeza britânica visita Israel

26 de junho de 2018.

 

O príncipe William, neto da atual rainha da Inglaterra, está desde ontem de visita a Israel, a primeira visita oficial de um representante da monarquia britânica desde que Israel declarou a sua independência, há 70 anos atrás. 
 
A visita de 3 dias inclui alguns pontos controversos em Jerusalém, que o comunicado oficial britânico descreveu como "territórios palestinos ocupados", uma clara provocação e desrespeito ao estatuto da Cidade que Israel decretou como sua capital eterna.
 
"MENSAGEM DE PAZ"
 
Na recepção de hoje com o presidente de Israel Reuven Rivlin, este pediu ao príncipe britânico que levasse ao líder da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas "uma mensagem de paz."
 
O presidente afirmou ainda ao príncipe William que é tempo de os palestinos entenderem que os judeus regressaram à sua antiga terra, acrescentando ainda: "Temos que acabar com esta tragédia entre nós."
 
Ainda que esta visita do príncipe William não se revista de carácter político, sendo mais um evento simbólico, o presidente israelita Rivlin tentou fazer mesmo assim do príncipe um interlocutor para o entendimento e a paz entre árabes e judeus: "Sei que se vai reunir com o presidente Abbas" - disse Rivlin, acrescentando: "Gostaria que lhe enviasse uma mensagem de paz. E diga-lhe que é hora, é chegada a hora de juntamente encontrarmos um meio para construir confiança. Construir confiança como um primeiro passo para conduzir a uma compreensão de que temos de dar um fim a esta tragédia entre nós que já se desenrola há 120 anos."
 
O príncipe William, expressou por sua vez a esperança de paz no Médio Oriente, embora que o tenha feito de forma claramente vaga, fugindo de qualquer compromisso ou envolvimento político:
 
"Tal como V.Exa., eu também anseio compreender muito mais sobre a região, esperando que se alcance a paz nesta zona. Assim, espero ansiosamente absorver e compreender os vários assuntos, as diferentes culturas e as diversas religiões, culminando numa visita à Cidade velha na próxima Quinta-Feira, que para mim será muito simbólica e interessante, e que anseio conhecer."
 
VISITA AO MUSEU DO HOLOCAUSTO
 
Durante esta manhã, o príncipe visitou o Memorial e o Museu do Holocausto, em Jerusalém, tendo expressado a sua "comoção" durante a visita, cujo conteúdo superou em muito tudo aquilo que ele imaginava sobre os horrores do Holocausto nazi.

 

ENCONTRO COM O PRIMEIRO-MINISTRO 
 
"Estamos muito contentes por receber o príncipe William na primeira visita oficial real a Israel de um membro da família real britânica" - expressou o primeiro-ministro israelita após a visita do príncipe. E, trazendo algum humor à conversa, acrescentou:"Abordamos muitas coisas: O nosso serviço militar, helicopteros, futebol e o Mundial."
 
Durante esta reunião com o primeiro-ministro o duque de Cambridge teve um encontro com descendentes da família de judeus que a sua bisavó princesa Alice salvou do Holocausto na Grécia. Netanyahu descreveu o momento como "muito comovente."

 

"Eu disse-lhe que ele deve estar muito orgulhoso pela sua bisavó, por ter defendido judeus indefesos. Como primeiro-ministro de Israel, sinto-me muito orgulhoso por os judeus não estarem mais indefesos. Graças a Deus, nós temos um exército para nos defendermos por nós próprios" - acrescentou Netanyahu. 
 
ENCONTRO COM MAHMOUD ABBAS
 
No início da tarde de amanhã William deverá reunir-se com o líder palestino, com quem almoçará, participando depois em vários eventos relacionados com a questão dos refugiados e a cultura e gastronomia palestinas. 
 
VÁRIAS VISITAS EM JERUSALÉM
 
Estão ainda previstas para Quinta-Feira várias visitas, como a subida ao Monte das Oliveiras, a visita à Igreja Ortodoxa Russa de Maria Madalena onde está sepultada a sua bisavó princesa Alice, que salvou uma família de judeus durante o Holocausto.
 
O príncipe deverá ainda nesse dia visitar a Igreja do Santo Sepulcro, a mesquita de al-Aqsa, o Domo da Rocha no Monte do Templo, e possivelmente ainda o Muro Ocidental.
 
Fonte: Shalom, Israel!

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||