"Pegue na sua bíblia e leia" - resposta de ministro israelense ao pérfido discurso de John Kerry

29 de dezembro de 2016.

 

Naftali Bennet, ministro da Educação em Israel, respondeu ao discurso de ontem do secretário de estado norte-americano John Kerry, ao serviço do anti-semita Hussein Obama, em que este insistiu constantemente na viabilidade de uma "solução 2 estados."
 
Na sua resposta, Bennet afirmou: "No seu discurso, Kerry mencionou-me de forma anônima por três vezes, querendo demonstrar que nos opomos a um estado palestino."
 
"Assim, vou ser claro" - prosseguiu Bennet. 
 
"Sim, se depender de mim, não iremos estabelecer nenhum estado terrorista no coração do nosso país. À custa da utópica ideia de um estado palestino, os cidadãos de Israel já pagaram com milhares de vítimas, dezenas de milhares de foguetes, e inúmeras condenações. Chegou a altura de uma nova política, e por aí que nós iremos avançar."
 
Antes desta resposta de Bennet ao demagógico discurso de Kerry, já Bennet lhe tinha enviado um forte recado: "Há poucos dias atrás, o Conselho de Segurança da ONU votou a favor de uma vergonhosa resolução que menciona que Jerusalém é território ocupado."
 
"Jerusalém é a capital judaica há 3.000 anos. Isso está na Bíblia. Abra-a, e leia. Nós, os judeus, temos andado a acender o menorá (candelabro) há 2.170 anos, em Jerusalém. Em cada Páscoa, nós dizemos: 'No próximo ano, em Jerusalém'. Há 1.000 anos que acendemos o menorá na Rússia e em Marrocos, e dissemos: 'No próximo ano, em Jerusalém'. Há 72 anos atrás, acendemos o menorá junto ao crematório de Auschwitz e dissemos: 'No próximo ano, em Jerusalém.'
 
"Sr. secretário: Nenhuma decisão da ONU nem nenhum discurso mudará o fato de que Jerusalém foi e sempre será a capital israelense."
 
Fonte: Shalom, Israel!

Comentários

Carlos em 30/12/2016 01:43:21
O Deus ,O Todo Poderoso... é contigo Israel!!!!!!!
SIlvio mARnE Lima Jr em 29/12/2016 23:38:10
Disccursso perfeito. O ideal seria retomar os territórios ROUBADOS de Israel pelos árabes. Israel tem sido muito bonzinho em se contentar apenas com as fronteiras e áreas estratégicas defensivas essenciais. O correto seria expandir o território psra as terras que estão ocupadas indevidamente pelos outros países! Tal iniciativa de retomada, seria JUSTA e LEGÍTIMA sob o ponto de vista ético, moral e jurídico! A ONU que se dane!
cleocy alvesrodrigue em 29/12/2016 20:49:19
Jerusalém cidade do messia vamos o Rar Por Vc
eugenia em 29/12/2016 16:38:11
assim como nosso DEUS vivo tiro o povo da escravidao de israel, o mesmo DEUS vivo e magestoso, pode destruir todos os pais, ou naçao que for contra israel, eu nao sou contra israel, nao nao eu concordo plenamente que israel contrua casas pra seu povo, e como uma mae, que cuida dos seus filhos, e DEUS cuidara da mae.....
eugenia em 29/12/2016 16:28:57
gloria a DEUS, aleluia, jesus estar aporta pra buscar sua noiva aigreja. agora diante dessa situaçao, da onu, ta tudo errado, estas terras pertencem aos judeus foi erança deDEUS de israel, quanto o Obama, ele estar sendo covarde, frio, desonesto, cauculista; ele tem mais pra perder duque ganhar, porque, DEUS nosso criador vai cobrar muinto caro de todas as naçoes que for contra a pequena israel, os olhos de DEUS esta olhando israel.....
abilio mauricio m v machado em 29/12/2016 16:03:59
o brasil ou qualquer pais que for contra israel esta indo contra DEUS,por isso sr presidente temer apoie israel incondicionamente e o brasil vai ser muito abencoado.
Antônio Nascimento Cavalcante em 29/12/2016 13:59:23
Como está escrito as sentesentenças sobre Jerusalém. Assim também as bênçãos advindas do Deus de Israel virá sobre Jerusalém. Nenhum país ou homem impedirá isso. O povo de Deus triunfará.
Rogério Machado Barbosa em 29/12/2016 13:48:13
E durma com esse barulho senhor John Kerry. A ONU, Desorganização das Nações Desunidas tem de parar de interferir em assuntos internos das nações membro. Os países membros são soberanos e têm autonomia para decidir e determinar o que pode e o que não pode. Um estado Palestino em terras judaicas? Nunca! Uma capital, dois países e Franco contrastes? Nunca! Jerusalém é capital de Israel e ponto final.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||