A pedido do Ministro da Agricultura de Israel, milhares de judeus vão ao monte orar a Deus por chuva

28 de dezembro de 2017.

 

A pedido do ministro para a Agricultura de Israel, milhares de judeus reuniram-se esta tarde junto ao Muro Ocidental - o lugar mais sagrado para os judeus - implorando a Deus que envie chuva à nação de Israel que nesta altura enfrenta uma das maiores secas dos últimos 40 anos.
 
Desde cinco anos que a chuva tem vindo a escassear no Inverno de Israel, e este ano a situação agravou-se ainda mais, uma vez que entre Setembro e Novembro chover apenas 45% da quantidade habitual para a época. No mês de Dezembro choveu apenas duas vezes, e a previsão para os próximos dias é de sol, com um pouquinho de chuva no Norte do país.
 
O ministro para a Agricultura fez um veemente apelo aos israelitas:"Convoco a população a participar neste evento no dia 10 do mês de Tevet" - e, numa afirmação de fé, alertou: "Tragam os guarda-chuvas, porque conjuntamente iremos romper as portas do Céu."
 
Não faltaram os críticos a este método de dependência da oração para que venha a água ao país, acusando alguns de ser uma prática de vudu, ou condenando as orações promovidas por um estado que se diz laico. No entanto, o ministro, sendo religioso, enfrentou as críticas, alegando que as orações não prejudicam ninguém e podem até ajudar.
 
O ministro informou ainda que, não obstante esta convocatória para a oração, tem feito esforços para encontrar novos recursos de abastecimento de água para o país. 

 

MAR DA GALILÉIA NUM MÍNIMO HISTÓRICO
 
Devido à grande quebra no influxo de água que abastece o lago da Galiléia - apenas 10% do habitual desde o último Inverno - o nível do lago atingiu o seu ponto mais baixo dos últimos 100 anos.
 
RIO JORDÃO QUASE SECO
 
A situação piora ainda mais com o Rio Jordão. A corrente de água representa neste momento apenas 25% dos seus níveis históricos.
 
Apesar de as necessidades de água potável estarem supridas através das 5 plantas de dessalinização que Israel tem no Mar Mediterrâneo, esta seca afeta seriamente as regas agrícolas. 
 
Os meteorologistas israelitas avisaram já no início de Dezembro que os próximos meses serão bastante secos.
 
Resta a oração...
 
Shalom, Israel!
 

Ministro de Israel recorre a prece coletiva para tentar aliviar seca

Como a tecnologia falhando, o ministro da agricultura de Israel buscou uma solução nada convencional nesta quinta-feira para acabar com a falta de água no país - reunir alguns milhares de pessoas no Muro das Lamentações de Jerusalém para rezar por chuva.

Quatro anos de um seca intensa estão sobrecarregando a rede inigualável de usinas de dessalinização e de tratamento de esgotos de Israel, sufocando suas regiões mais férteis e pegando o governo de guarda baixa - e os agricultores são os que mais sofrem.   

Uri Ariel, ministro da Agricultura israelense e judeu ortodoxo, tem voz ativa na política de uso da água e na forma como o recurso é alocado, mas para equilibrar ciência e espiritualidade, ele se uniu a rabinos proeminentes para organizar uma sessão de prece coletiva.   

"Diminuímos significativamente o custo da água, estamos realizando muitos estudos sobre como economizar água em diferentes lavouras, mas a oração certamente pode ajudar", disse Ariel.   

Uma multidão de alguns milhares de pessoas se reuniu no Muro das Lamentações da Cidade Velha de Jerusalém, o local de prece mais sagrado para os judeus, entoando uma oração especial para acabar com a seca.   

Alguns especialistas estão céticos.   

O Yedioth Ahronoth, jornal mais vendido do país, publicou um editorial dizendo que seria melhor Ariel se dedicar a defender políticas de combate às mudanças climáticas, como limitar as emissões de gases do efeito estufa na agricultura.   

"Rezar não é uma coisa ruim, mas o ministro é capaz de influenciar (as questões) de maneiras ligeiramente mais terrenas", disse.

Fonte: Reuters

Comentários

Josué. em 25/03/2018 17:26:23
Peço oração pelas forças de Sansão e livramento,obrigado,a paz.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||