Palestinos prometem tornar "vida miserável" a Trump se ele deslocar a embaixada para Jerusalém

15 de novembro de 2016.

 

Os palestinos ameaçaram "tornar miserável" a vida do novo presidente eleito dos EUA Donald Trump, caso ele decida cumprir a sua promessa eleitoral de deslocar a embaixada norte-americana de Tel Aviv para Jerusalém.
 
"Se pessoas nos atacarem deslocando a embaixada para Jerusalém...isso é uma violação da resolução 181 da assembleia geral das Nações Unidas delineada pelos Estados Unidos...isso significa que mostram beligerância contra nós. Se eles o fizerem, ninguém nos poderá culpar por fazermos uso de todas as armas que temos na ONU para nos defendermos, e nós temos muitas armas na ONU" - afirmou no passado dia 11 Riyad Mansour, o representante palestiniano na ONU.  
 
Ainda que reconhecendo que a resposta não poderá ser uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, uma vez que os EUA a vetariam, Mansour sugere mesmo assim que podem haver outras formas através das quais os palestinianos podem vir a minar esforços promovidos pelos americanos nesta organização mundial.
 
"Talvez eu não possa ter resoluções no Conselho de Segurança, mas posso tornar a vida diária deles miserável ao precipitar um veto na minha admissão como estado membro. Em 1949, a Itália recebeu três vetos consecutivos da União Soviética à sua admissão nas Nações Unidas. Este é o tipo de coisas que eu posso fazer" - ameaçou o líder palestino.
 

Fonte: Shalom Israel

Comentários

Carlos em 16/11/2016 00:36:13
E quem é que tem medo do que tu possa fazer ,sr Palestino? o que pode fazer,, os EUA também pode fazer,,e três vezes maior pra cima de ti! Aguarde que Trump lhe dará a resposta em breve.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||