Obama se despede da ONU com discurso de condenação a Israel

20 de setembro de 2016.

 

Considerado por muitos como o presidente menos amigo de Israel que os EUA já tiveram, Barack Hussein Obama discursou hoje pela ultima vez na assembleia geral das Nações Unidas na condição de presidente norte-americano.
 
Abordando de passagem o conflito israel-palestina, Obama afirmou que "os israelenses e os palestinos estariam melhor se os palestinos rejeitassem o incitamento (à violência) e reconhecessem o direito à existência do estado de Israel."
 
Até aí, tudo bem. O pior é que Obama não resistiu a criticar Israel no seu discurso final de 15 minutos, alegando que Israel "tem de reconhecer que não pode permanentemente ocupar e estabelecer-se em terra palestina."
 
Há que perguntar ao falhado líder norte-americano desde quando é que existe "terra palestina" em Israel...Toda a terra de Israel pertence a um só povo, o povo judeu, pelo que é a esse povo que compete construir, desenvolver e instalar-se onde bem entender dentro desse território que lhe foi conferido por Deus...
 
BAN KI-MOON NO SEU PIOR
 
Mas pior ainda foi o secretário-geral da ONU que, esta manhã, no seu discurso de abertura da 71ª assembleia geral daquela organização anti-sionista, veio lamentar que se tenham perdido 10 anos sem paz na região, fazendo questão de dirigir a responsabilidade a Israel: "Dez anos perdidos com o expansionismo dos colonatos ilegais. Dez anos perdidos com divisões internas entre os palestinos, crescentes polarizações e desespero. Isso é loucura."
 
RESPOSTA ISRAELENSE
 
Sem perda de tempo, o embaixador israelense na ONU, Danny Danon, emitiu um comunicado, criticando duramente o secretário geral e afirmando que "a verdadeira loucura está na ONU."
 
E o embaixador acrescentou: "Em vez de se concentrar no terrorismo e incitamento (à violência), e em vez de compelir o presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas a retornar à mesa das negociações, o secretário geral preferiu mais uma vez criticar Israel. Isto é uma obsessão com Israel que tem de acabar."
 
"Numa altura em que o terrorismo palestiniano em Israel continua a aumentar, o secretário geral escolhe criticar-nos e  ignorar a responsabilidade direta de Abbas e da liderança palestiniana que continuam o incitamento ao terrorismo."
 
Fonte: Shalom, Israel!

Comentários

Maria de Lourdes em 23/09/2016 06:42:34
Israel vive pra sempre.
Sergio em 20/09/2016 19:16:09
Bem sabemos quem ele é e não temos duvidas que mais alguns anos ele ira contra Israel .
Porém fique bem claro o Messias virá e com o sopro de sua boca destruirá o iniquio !!
Hora vem Yeshua...
Amilton em 20/09/2016 19:14:17
Israel pertence yechuahamachia

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||