'Nova agressão': Hamas critica mudança da embaixada dos EUA para Jerusalém em maio

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

26 de fevereiro de 2018.

 

O grupo armado palestino Hamas respondeu ao anúncio dos Estados Unidos de que abrirá a embaixada de Jerusalém em maio deste ano. Para a organização, trata-se de uma "nova agressão" e uma "provocação".

"Mover a embaixada dos EUA em Jerusalém é uma violação do direito internacional e vai contra as convenções internacionais", disse o porta-voz do Hamas, Abdul-Latif al-Qanou, em um comunicado.

"Isso nunca legalizaria a ocupação sionista de nossa terra ou mudaria a realidade e a identidade de Jerusalém", continuou.

A embaixada abrirá em maio, quando coincide com o 70º aniversário da Nakba ("catástrofe"), o nome palestino para o êxodo em massa de árabes de suas casas antes do Estado de Israel ser declarado em 1948.

Qanou disse que o Hamas vê isso como "uma negligência prevista do nosso povo e uma nova agressão sobre seus direitos e seus locais sagrados".

"Esta é uma clara provocação dos sentimentos das nações árabes e islâmicas", acrescentou. O sentimento ecoa o que disse no sábado o porta-voz do governo palestino Yousef al-Mahmoud, que afirmou que a medida "constitui-se em uma violação clara e explícita das resoluções das Nações Unidas e de todas as leis humanitárias e internacionais".

O Departamento de Estado dos EUA anunciou a mudança na última sexta-feira, explicando que a abertura coincide com o "70º aniversário de Israel". O anúncio veio após a decisão de Trump em dezembro de romper com os anos de tradição dos EUA com a promessa de mover a embaixada da sua localização atual em Tel Aviv para Jerusalém.

Israel anexou Jerusalém Oriental em 1967 e os palestinos a consideram a capital do seu futuro Estado.

A embaixada dos EUA em Jerusalém será localizada em um prédio em Arnona, onde os EUA atualmente têm seu consulado. Washington disse que, no final de 2019, pretende abrir uma nova embaixada dentro do seu complexo de Arnona e então procurará um local permanente da embaixada.

Fonte: Spunik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/2018022610618404-hamas-critica-embaixada-jerusalem/

Comentários

ALBANETE NAIR DE AZEVEDO em 28/02/2018 18:43:25
Eu penso que esse Hamas já devia de ir pros 5º dos infernos. Destruiram o templo de Deus feito por Salmão e reconscruido a.c. No lugar ergueram uma grande mesquita a Maomé. Sabendo que Maomé nunca pisou em Jerusalém. Por que os países Arabes com grandes extensões de terra não dão um pedaço para estes irmãos arabes fazerem seu Estado. Mas eles insistentemente querer Jerusálém que é provado por fatos históricos ser de Israel. Israel já é um país minusculo. Estou cansada desses terroristas e pessoas que ainda apoiam esses infames. Até mesmo nosso Papa Francisco apoiando e recebendo como ungindo de óleo o presidente da Turquia que é mulçumano e não cristão, tem raiva dos cristão e dos judeos. Acho que dia 14-05 vai ter uma grande guerra. Mas os filhos de Ismael estão com os dias contados. Hudson sempre houve rumores de guerra mas a cada dia chegada mas perto do fim. Ou você estpa chamando Jesus de mentiroso? Alguem tem que dar um basta neste Hamas, estado islamico, hesbolah etc. Tá na hora chega!!!!
Hudson em 27/02/2018 13:48:14
Só queria saber o que o versículo Mt 24:6 está fazendo no alto do artigo. Guerras e rumores de guerra SEMPRE houve na humanidade. Péssima exegese aplicar esse versículo à situação presente. Na verdade, Jesus estava falando das guerras e rumores que guerra que antecederam a tomada de Jerusalém em 70 d. C.
carlos roberto em 27/02/2018 12:32:58
Daniel 9.27

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||