Netanyahu ameaça Hezbollah com 'punho de ferro'

19 de julho de 2016.

 

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse nesta terça-feira (19), em uma cerimônia marcando os 10 anos desde a guerra com o Hezbollah, que o grupo militante libanês vai enfrentar um "punho de ferro" se atacar Israel novamente.

De acordo com o premiê, a guerra de um mês que Israel travou em 2006 com o grupo apoiado pelo Irã foi justificada para proteger os israelenses de uma ameaça islâmica radical às suas portas. 

Netanyahu disse ainda que qualquer um que ouse atacar Israel novamente enfrentaria uma "resposta vigorosa". 

O conflito de 2006 matou cerca de 1.200 libaneses, incluindo centenas de civis, e cerca de 160 israelenses, a maioria soldados. Os ataques aéreos israelenses danificaram severamente a infraestrutura do Líbano, enquanto o Hezbollah disparou milhares de foguetes contra Israel.

Fonte: Sputnik.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||