Medvedev visita Palestina entre rumores de que Moscou sediará processo de paz

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

23 de agosto de 2016.

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, viajará em novembro à Palestina entre os crescentes rumores de que o Kremlin quer sediar a próxima rodada de negociações de paz entre palestinos e israelenses.

"O primeiro-ministro russo viajará para Palestina, provavelmente em 11 de novembro, em visita oficial", informou hoje o embaixador palestino em Moscou, Abdel Hafiz, à agência oficial RIA Nóvosti.

Medvedev se reunirá com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, "para discutir assuntos sobre o Oriente Médio e a agenda bilateral", acrescentou o diplomata, que acrescentou que o primeiro-ministro russo "também visitará Israel".

A notícia sobre a visita coincide com as informações de que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, está disposto a abrigar em seu país conversas entre palestinos e israelenses, segundo declarações do presidente do Egito, Abdul Fatah al Sisi, à imprensa egípcia.

"Lembramos que o presidente russo, Vladimir Putin, me comunicou que está disposto a receber Mahmoud Abbas e Benjamin Netanyahu em Moscou para manter conversas diretas com a finalidade de achar uma solução e desobstruir a causa (palestina)", informou hoje o jornal "Al Akhbar".

Em abril, Abbas expressou em Moscou sua intenção de abordar com o chefe do Kremlin a convocação de uma conferência internacional sobre o Oriente Médio.

Abbas ressaltou que dita conferência devia determinar os princípios de regulação do conflito e o local onde serão realizadaso ditas negociações.

Além disso, insistiu que sua postura é criar um Estado nas fronteiras de 1967 com capital em Jerusalém Oriental, aspirações nas quais os palestinos sempre contaram com o apoio do Kremlin.

Por sua vez, Putin garantiu então que a Rússia apoiará os esforços para reavivar os contatos entre palestinos e israelenses "para propiciar um diálogo construtivo".

Dois meses depois, Putin acolheu no Kremlin o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, com quem tratou a questão palestina e o conflito sírio, e lembrou os 25 anos de restabelecimento de relações. 

Fonte: EFE.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||