Líbano recusa conceder cidadania aos "refugiados palestinos"

15 de setembro de 2018.

 

O ministro das Relações Exteriores do Líbano, Gebran Bassil, afirmou que o seu país nunca irá concordar em garantir a cidadania libanesa aos assim chamados "refugiados palestinos."
 
Esta foi a resposta libanesa  aos relatos segundo os quais o governo dos Estados Unidos gostaria que os países que acolhem refugiados lhes concedessem a cidadania.
 
"Mesmo que o mundo inteiro concorde com a naturalização, nunca aceitaremos tal, e tal como derrotámos Israel ao removermos a sua ocupação (do Líbano, em 2000), derrotá-lo-emos de novo em relação ao plano de naturalização e ao direito ao retorno, que manteremos sagrado" - afirmou Bassil numa entrevista ao jornal libanês Al Joumhouria.
 
Essa de dizer que o Líbano derrotou Israel é que dá vontade de rir, não fosse a seriedade da tragédia que ocorreu nos campos de refugiados nessa altura...
 
O ministro libanês acrescentou ainda que a discussão sobre a questão dos refugiados não é nova, e que o Líbano já se tinha acostumado a lidar com essas posições adotadas por Israel e pelos Estados Unidos, tendo já avisado sobre a gravidade de tais posições.
 
Há milhares de pessoas registadas como "refugiadas palestinas" nos países vizinhos de Israel, incluindo o Líbano e a Síria, onde têm estado a ser encurralados pela guerra civil síria.
 
TÃO "IRMÃOS" QUE ELES SÃO...
 
Os refugiados palestinianos que vivem no Líbano têm opções de trabalho limitadas, e é-lhes negada a cidadania. Tão irmãos eles são...De fato, isto só prova, que mesmo os "irmãos" árabes dos "palestinos" não os querem nas suas terras...
 
Os campos de refugiados palestinianos no Líbano têm nestes últimos anos sido palco de conflitos armados entre facções rivais, resultando na morte de inúmeros refugiados.
 
NÚMEROS
Contrariando os números propagados pela agência da ONU dedicada ao apoio aos refugiados palestinos, a UNRWA, que alega haverem 449.957 "refugiados palestinos" a viver em 12 campos de refugiados no Líbano, os números apresentados pelo Gabinete Libanês de Estatísticas, são de 174.422 "refugiados palestinos" vivendo em 12 campos de refugiados e em 156 povoações.
 
As próprias fontes árabes palestinianas relataram recentemente que o número de refugiados no Líbano encolheu para cerca de metade por muitos terem emigrado para o Ocidente devido às políticas descriminatórias do governo libanês contra os palestinos...
 
Fonte: Shalom, Israel!

 

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||