Kushner fala com jornal palestino e promete 'trabalhar com o presidente Abbas'

24 de junho de 2018.

 

Jared Kushner, conselheiro sênior do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que está "pronto para trabalhar com o presidente Abbas", em referência ao mandatário palestino Mahmoud Abbas.

Kushner, que é casado com a filha de Trump, Ivanka, falou em uma entrevista ao jornal Al Quds neste domingo (24). 

Na entrevista, que foi publicada em árabe, Kushner transmitiu uma mensagem direta ao povo palestino: "Você merece um futuro brilhante, agora é a hora dos israelenses e palestinos fortalecerem suas lideranças e encorajá-las a se abrir e buscar uma solução, sem medo de errar".

Washington diz que tem um plano de paz sendo elaborado que pode ser lançado em breve. As negociações entre Israel e Palestina estão congeladas desde 2014.

Abbas e a liderança palestina se recusaram a reunir-se com a equipe de Trump após sua decisão em dezembro de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e transferir a embaixada dos Estados Unidos para lá. Os palestinos querem seu próprio Estado futuro com capital em Jerusalém Oriental.

Kushner, apontado por Trump para buscar um acordo de paz no Oriente Médio, representou o presidente na abertura da embaixada em Jerusalém em maio, disse que "não queria falar sobre os detalhes do acordo", mas garantiu que ele estará pronto "em breve".

"Se o presidente Abbas estiver pronto para voltar à mesa de negociações, então estamos prontos para participar da discussão, mas se não for o caso, vamos tornar o plano público".

Ele acrescentou: "Acredito que, para chegar a um acordo, ambas as partes vão ganhar mais do que estão dando, e ambos os lados se sentirão confiantes de que a vida de seu povo será melhor daqui a décadas por causa das concessões que eles estão oferecendo".

O artigo foi publicado depois que a Casa Branca confirmou que Kushner e Jason Greenblatt, que Trump nomeou como um representante especial para negociações internacionais, se reuniram na noite de sábado em Jerusalém com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e o embaixador americano David Friedman "para continuar suas discussões" que começaram na sexta-feira. 

A viagem de Kushner e Greenblatt a Jerusalém seguiu um tour regional que incluiu a Jordânia e o Egito — vizinhos de Israel e parceiros da paz — e o Qatar, um Estado do Golfo que ajudou a financiar a ajuda humanitária a Gaza. Eles também realizaram conversações na Arábia Saudita, que não reconhece Israel, mas compartilha sua inimizade com o Irã.

Perguntado pelo jornal o que os líderes árabes lhe disseram, Kushner disse que os mandatários "esclareceram que querem ver um Estado Palestino com Jerusalém Oriental como sua capital. Eles querem um acordo que permita ao povo palestino viver em paz e ter o mesmas oportunidades econômicas que seu povo desfruta".

Kushner acrescentou: "Eles querem ver um acordo que respeite a dignidade dos palestinos e coloque uma solução real para as questões que foram discutidas por décadas. Todos eles insistem que a Mesquita Al-Aqsa deve continuar aberta a todos os muçulmanos que desejam rezar."

Kushner enfatizou os benefícios econômicos de um acordo, dizendo acreditar que "podemos atrair grandes investimentos em infraestrutura tanto do setor privado quanto do público" para melhorar a economia palestina.

Fonte: Sputnik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/2018062311549982-Kushner-jornal-palestino-pronto-trabalhar-presidente-abbas/

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||