Kushner diz que acordo entre Israel e palestinos não vai aderir a Iniciativa de Paz Árabe

25 de junho de 2019.

"Eu acredito que todos temos que reconhecer que se, enfim, conseguirmos um acordo, ele não será conforme as diretrizes da Iniciativa de Paz Árabe. Ele será entre a iniciativa árabe e a posição israelense", disse Kushner à Al Jazeera em uma entrevista que será transmitida na terça-feira. 

Como parte da Iniciativa de Paz Árabe, os Estados árabes liderados pela Arábia Saudita pediram um Estado palestino estabelecido nas fronteiras que antecedem a captura de territórios por Israel na guerra de 1967, além da capital em Jerusalém Oriental e da concessão do direito de retorno a refugiados, pontos que são rejeitados por Israel. 

Os comentários foram feitos às vésperas de um workshop que será realizado no Barein para apresentar a parte econômica do esperado plano de Washington para a paz entre árabes e israelenses, um plano de desenvolvimento de 50 bilhões de dólares revelado nesta semana que enfrenta duras críticas de países árabes da região. 

A falta de uma solução política, que Washington diz que será revelada posteriormente, já levou à rejeição não apenas dos palestinos mas dos países árabes com os quais Israel buscaria relações normais. 

Embora Kushner tenha dito que apenas as partes econômicas do plano serão discutidas em Manama, os comentários oferecem uma raro vislumbre sobre os aspectos políticos que o plano de paz poderá trazer. 

"Todas as pessoas com as quais converso falam sobre a Iniciativa de Paz Árabe e, novamente, ela foi um grande esforço, mas se ela fosse o destino final deste acordo, ele teria sido atingido há muito tempo", disse Kushner. 

Fonte: Reuters

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||