Jihad Islâmica diz ter obtido mísseis capazes de atingir Tel-Aviv e Jerusalém

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

25 de fevereiro de 2019.

 

No ano passado, a organização palestina ameaçou realizar ataques em Tel-Aviv se Israel desencadear a violência contra os moradores de Gaza. A ameaça foi emitida em meio a confrontos que duraram semanas na fronteira entre Gaza e Israel, deixando mais de cem mortos e centenas de feridos.

Abu Hamza, o porta-voz dos batalhões de al-Quds, a ala militar da organização da Jihad Islâmica Palestina, anunciou que o grupo havia obtido mísseis capazes de chegar a Jerusalém, Tel-Aviv e a cidade costeira de Netanya com maior precisão. O anúncio veio em uma transmissão de documentário no canal de notícias al-Alam.

O porta-voz advertiu Tel-Aviv contra "ações estúpidas", dizendo que, de outra forma, os batalhões de al-Quds transformariam as cidades israelenses "no inferno".

"Estamos confiantes na vitória sobre Israel e este regime será destruído. Continuaremos resistindo e não daremos um passo atrás", concluiu.

Em maio de 2018, a Jihad Islâmica ameaçou Israel com a realização de ataques em Tel-Aviv se o Estado judeu desencadeasse violência contra a Faixa de Gaza. Mais tarde, no final de outubro de 2018, eles concordaram em um abrangente cessar-fogo com Tel-Aviv. Israel costuma atacar o grupo em Gaza, junto com o do Hezbollah, respondendo a lançamentos de mísseis do enclave.

Fonte: Sputnik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/2019022513385824-jihad-misseis-tel-aviv-jerusalem/

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||