Israel se rearma com mísseis e se prepara para um possível conflito com o Líbano e o Hezbollah

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

28 de dezembro de 2016.

O país hebreu visa atualizar e reforçar os sistemas de artilharia de seu Exército para reduzir a dependência de sua infantaria em relação à Força Aérea.

O Ministério da Defesa de Israel tem a intenção de adquirir centenas de mísseis e foguetes de precisão com vista a um possível conflito com o Líbano e suas forças paramilitares armadas, Hezbollah, relata o diário israelita Haaretz.

O seu objetivo consiste em ampliar o arsenal militar de mísseis de precisão guiados, com particular interesse nos foguetes extra, com alcance máximo de 150 quilômetros e fabricado pela IMI Systems, bem como o LORA, fabricado pela Israel Aerospace Industries e têm alcance de 300 quilômetros.

Assim, Israel pretende atualizar os sistemas de mísseis terrestres de artilharia, que atualmente têm mísseis de menor raio de alcance efetivo, exceto para mísseis de longo alcance Romach comprados por Israel este ano.

Assim, o país tem como objetivo reforçar a capacidade das forças de infantaria de artilharia e reduzir a dependência deles em relação as forças aéreas de seu país.

Apesar de ser um dos mais poderosos e avançados militarmente entre os países do Médio Oriente, Israel considera como um de seus piores inimigos a organização xiita Hezbollah, apoiado pelo Irã.

Fonte: RT.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||