Israel fecha acessos à Cisjordânia e Gaza para festa do Ano Novo Judaico

03 de outubro de 2016.

 

Israel fechará a partir da meia-noite deste domingo e durante dois dias os postos de controle militares que dão acesso aos territórios palestinos da Cisjordânia e de Gaza por ocasião da celebração do Ano Novo judaico, informaram à Agência Efe fontes militares.

"De acordo com uma diretiva do governo, entre hoje e a próxima terça-feira os cruzamentos e a passagem de Judéia e Samaria (nomes bíblicos para a Cisjordânia) e Gaza estarão abertos para circunstâncias especiais e casos humanitários", disse à Agência Efe uma porta-voz do Exército.

Perguntada sobre se os palestinos com licença de trabalho em Israel poderão atravessar, afirmou que só os que sejam considerados casos especiais.

Por sua parte, a polícia israelense informou que iniciou um esquema especial de segurança que inclui patrulhas e medidas extraordinárias em sinagogas e locais públicos em todo o país, "com ênfase em Jerusalém e na Cidade Antiga, onde se espera a visita de milhares de pessoas ao Muro das Lamentações e seus arredores".

"Há milhares de policiais ocupados no esquema, que continuará até depois das festividades, na terça-feira à tarde", afirmou o porta-voz policial Micky Rosenfeld em comunicado.

Nestas datas, milhares de judeus visitam em Jerusalém a Cidade Antiga, o Muro das Lamentações e, também, a Esplanada das Mesquitas, que tanto judeus como muçulmanos consideram sagrada (e denominam, respectivamente, de Monte do Templo e Nobre Santuário) e que está situada no território palestino ocupado de Jerusalém Oriental.

O aumento da presença judaica nessa região, que abriga as mesquitas de Al-Aqsa e Cúpula da Rocha e é o terceiro lugar mais sagrado no islã e o primeiro do judaísmo, causou no ano passado sérios distúrbios, que foram seguidos pela maior onda de violência da última década.

Os judeus de todo o mundo celebram a partir do pôr do sol o Ano Novo 5777, uma festividade com marcado conteúdo espiritual porque com ela se inicia o período de expiação que conclui no Dia do Perdão (Yom Kippur). 

Fonte: EFE.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||