Honduras e Israel agendam reuniões sobre embaixadas em Jerusalém e Tegucigalpa

02 de janeiro de 2019.

 

Honduras continuará tendo conversas com Israel, que também incluirão os Estados Unidos, visando a abertura de embaixadas em Jerusalém e Tegucigalpa, disseram os três países em uma declaração conjunta emitida na terça-feira, o que coloca o país centro-americano no mesmo rumo de uma decisão muito criticada do presidente norte-americano, Donald Trump.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, realizaram um encontro trilateral em Brasília por ocasião da posse do presidente Jair Bolsonaro.

Eles combinaram marcar reuniões nas capitais das três nações "para levar adiante o processo de decisão de abrir embaixadas tanto em Tegucigalpa como em Jerusalém", e ainda para "fortalecer as relações políticas e coordenar a cooperação para o desenvolvimento de Honduras", disse um comunicado enviado pelo Departamento de Estado dos EUA.

"Decidimos já estabelecer um plano que nos permita ter reuniões, tanto em Washington como em Jerusalém e de igual maneira em Tegucigalpa, com vista a avaliar a reciprocidade das embaixadas", disse o presidente hondurenho.

Hernández disse aos repórteres que o apoio entre os três países representa "uma aliança política muito importante". Trump já ameaçou várias vezes cortar a ajuda a Honduras devido à disputa sobre as caravanas de imigrantes centro-americanos que atravessam o México em direção à fronteira com os EUA.        

A Guatemala foi o primeiro país da região a abrir sua embaixada em Jerusalém, o que fez só dois dias depois de os EUA inaugurarem sua sede diplomática na cidade disputada, uma decisão do governo Trump que indignou os palestinos e que foi repudiada pela comunidade internacional. 

Pouco depois o Paraguai fez o mesmo, mas a medida foi revertida em setembro por um novo governo, e no domingo Netanyahu afirmou que Bolsonaro lhe disse ser uma questão de "quando, não de se" ele transferirá a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. 

Fonte: Reuters

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||