Exbaixador de Israel na ONU: "Irã continua contrabandeando armas para o Hezbollah por meio de voos comerciais"

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

23 de novembro de 2016.

O  embaixador israelense para as Nações Unidas enviou uma carta urgente aos membros do Conselho de Segurança denunciando a rota de contrabando dos Guardas Revolucionários do Irã e o Hezbollah, com sede no Líbano e já presente na Síria.

De acordo com informações de agências secretas, o Irã tem contrabandeado armas e munições para o Hezbollah através de voos comerciais entre a República do Irã e o Líbano.
 
Danny Danon, o embaixador israelita na ONU revelou nesta carta enviada com urgência aos membros que o contrabando tem sido feito através dos voos da companhia aérea iraniana "Mahan Airlines": 
 
"A Força iraniana Al-Quds empacota armas, munições e tecnologia balística para o Hezbollah, colocando esse material dentro de malas e colocando-as nos voos da Mahan Airlines."
 
Danon acrescentou que "esses aviões voam diretamente para um aeroporto no Líbano ou para Damasco, e a partir daí as armas são transferidas em terra para o Hezbollah."
 
O enviado israelita à ONU escreveu que "o Irã continua violando as resoluções do Conselho de Segurança, incluindo as resoluções 1701 e 2231." Segundo Danon, o Irã arma organizações terroristas no Médio Oriente e trabalha para minar a estabilidade em toda aquela região.
 
A resolução 2231 do Conselho de Segurança adotou o acordo nuclear com o Irã e impôs novas restrições à República Islâmica. A resolução 1701 trouxe o cessar fogo entre Israel e o Hezbollah depois da Segunda Guerra no Líbano, em 2006.
 
Já em Julho o embaixador israelita havia alertado o Conselho de Segurança de que o Hezbollah possuía 17 vezes o número de mísseis do que quando a resolução foi adotada pela ONU há 10 anos atrás.
 
Segundo Danon, o fantoche do Irã no Líbano - o grupo terrorista islâmico Hezbollah - já tem neste momento mais mísseis debaixo de terra no Líbano do que os países europeus aliados da OTAN têm sobre o terreno. O embaixador israelense forneceu ao Conselho de Segurança as provas e informações obtidas pelos serviços secretos israelenses, incluindo fotografias aéreas denunciando as posições dos terroristas e estatísticas sobre a quantidade de armas armazenadas pelo grupo islâmico.
 
De acordo com a informação prestada por Danon, o Hezbollah dispõe atualmente de 120.000 mísseis, em comparação com os 7.000 de há 10 anos atrás.
 
Esperemos para ver qual a decisão do Conselho de Segurança da ONU. Esperemos...
 
O sr. Hussein Obama deveria agora cobrir a sua cara de vergonha pelo pérfido acordo nuclear que teimosamente assinou com o Irã. 
 
Fonte: Shalom, Israel!

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||