EUA encerra representação palestina em Washington

11 de setembro de 2018.

Em mais um ato corajoso, o presidente norte-americano mandou encerrar a representação da OLP -"Organização para a Libertação da Palestina" - fundada pelo terrorista Yasser Arafat.

O Departamento de Estado anunciou a decisão de mandar encerrar esta missão diplomática dos árabes palestinos, motivada pela recusa dos responsáveis palestinos em conduzirem "significativas negociações com Israel."
 
A administração do presidente Trump acusa os palestinos de recusarem continuamente o diálogo visando a paz com os israelitas. A porta-voz norte-americana acrescentou ainda que a liderança da OLP tem, pelo contrário "condenado um plano de paz norte-americano que nem sequer ainda viram, recusando envolverem-se com o governo americano no que concerne aos esforços para a paz."
 
Desde Novembro passado que a administração Trump vinha avisando os palestinianos desta eventualidade, caso não se sentassem à mesa das negociações com os israelitas.
 
Os palestinianos, já responderam com a sua habitual vitimização, alegando que estão a "ser punidos" pelos Estados Unidos. Para além do fecho desta representação, o governo dos EUA tem estado a cortar fundos e subsídios dados aos palestinos.
 
Bem haja, presidente Trump!
Shalom, Israel!

Comentários

Carlos A Roccon em 14/09/2018 13:10:39
Parabéns ao governo dos EUA, esperamos que futuramente o Brasil tome coragem e deixe de apoiar terroristas.
Gisele Alioto Marques em 14/09/2018 12:02:14
Parabéns presidente!
Carlos em 11/09/2018 23:17:49
Parabéns EUA.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||