Drone que entrou no espaço aéreo de Israel pertencia à Rússia

08 de agosto de 2016.

 

O jornal israelense Haaretz informa, citando uma fonte altamente colocada em Jerusalém, que a Rússia teria alegadamente confirmado que o drone que em julho entrou no espaço aéreo israelense lhe pertence.

O serviço de imprensa do exército israelense relatou que, na altura, os sistemas de defesa antiaérea Patriot tentaram abater um drone avistado sobre as Colinas de Golã no dia 17 de julho, mas que ele se esquivou dos dois mísseis e voltou para a Síria. Os militares não indicaram  que tipo de drone se tratava e a quem pertencia.

"A Rússia reconheceu, em contatos com Israel, que o drone que há três semanas penetrou no espaço aéreo israelense sobre as Colinas de Golã pertence às forças russas estacionadas na Síria. De acordo com um alto funcionário israelense, que preferiu se manter anônimo, os russos afirmaram que a violação da fronteira foi resultado de um erro humano", diz a publicação do Haaretz.

O lado russo até agora não comentou a informação.

​A mídia local, citando resultados da investigação preliminar do incidente, relatou anteriormente que o drone podia ser um veículo aéreo não tripulado Searcher, que é produzido na Rússia sob licença israelense.

Fonte: Sputnik.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||