Drone do Hezbollah com tecnologia americana realiza operação contra Israel

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

20 de julho de 2016.

Soldado israelense numa base militar perto da Síria

De acordo com DEBKAfile, sítio da inteligência israelense, o drone sírio que voou sobre os territórios do Norte de Israel no dia 17 de julho foi um aparelho "Yasir", lançado pelo Hezbollah.

O Hezbollah tinha divulgado uma declaração afirmando que o drone foi "parte de uma operação contra Israel". 

Com um alcance de 200 km e a altitude máxima de 5 mil metros, o "Yasir" pode voar durante 8 horas sem parar. É provável que veículo aéreo não tripulado (UAV, em inglês) use sistemas eletrônicos avançados produzidos nos EUA, com base do drone norte-americano ScanEagle. Foi noticiado que um especialista chinês em guerra eletrônica teria sido o responsável por esta modernização. 

As Forças de Defesa de Israel, Força Aérea dos EUA e unidades militares do Ocidente estão interessados em perceber quantas réplicas do ScanEagle foram reproduzidas pelas forças iranianas.

As Forças de Defesa de Israel afirmaram que UAV evitou três tentativas de intercepção por helicópteros e jatos da Força Aérea, e evitou os mísseis Patriot ar-ar e terra-ar, voando uma hora sobre a Galileia e Colinas de Golã antes de voltar para Síria. Após o incidente, a fonte militar israelense comunicou que "As Forças de Defesa de Israel não vão mais tolerar a violação da soberania de um dos territórios de Israel". 

A DEBKAfile comunicou também que dois mísseis Patriot lançados sobre o drone se desviaram da trajetória e chocaram entre si.

Fonte: Sputnik.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||