Conselho de Segurança da ONU se reúne para mais uma vez condenar Israel, mas não a violência a provocada pelos Palestinos

09 de dezembro de 2017.

 

Os 8 países membros do Conselho de Segurança da ONU estão neste momento reunidos em Nova Iorque para nada mais fazer do que condenar Israel e a decisão histórica do presidente norte-americano de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e deslocar a respectiva embaixada para capital.

Enquanto a Conselho de Segurança discute mais do mesmo, cerca de 3.000 palestinos da Faixa de Gaza e nas regiões da Judeia e Samaria manifestam-se de forma violenta, como já era esperado e conforme lhes é habitual. Tal como falou a embaixadora dos EUA nesta reunião, "aqueles que retornam à violência mostram que não querem a paz."
 
Até ao momento os confrontos palestinos contra a polícia israelita já provocou 1 morto e cerca de 250 feridos entre os provocadores. Até agora, 2 foguetes disparados de Gaza já foram interceptados pelo sistema de defesa israelense "Cúpula de Ferro."
 
Um pouco por todo o Médio Oriente tem-se assistido a protestos e manifestações contra a decisão do presidente norte-americano. 
 
O líder do Hamas convocou todos palestinos para uma "nova Intifada." O líder da Autoridade Palestina afirma que a "raiva palestina" não vai decrescer: "Nunca voltaremos atrás." Um dos principais clérigos iranianos apelou também à violência palestina, jurando inclusivamente "arrasar Tel Aviv."
 
O que se pode esperar do Conselho de Segurança da ONU? A condenação de Israel e dos EUA. Silêncio em relação à violência já latente em Israel e incitada pelos líderes dos movimentos terroristas e de nações islâmicas um pouco por todo o lado. Felizmente os EUA estão representados neste CS, fazendo segundo se espera o seu direito de veto a toda e qualquer resolução deste desequilibrada e pérfida organização anti-semita...
 
Fonte: Shalom, Israel!

Comentários

João Duarte em 11/12/2017 10:40:54
A profecia irá se cumprir, Deus não erra!
Se Jerusalém pertence a Israel, como o Amazonas pertence ao Brasil, onde colocarmos os nossos pés, senão em nosso País?
Os palestinos poderiam calar-se, não incentivar a revolta, podem ser passiveis, mas não querem. Estão levando JOVENS à frente das revoltas, jovens que nada sabem direito, e não compreendem, porque em suas mentes estão sendo "inculcadas" coisas irreais e ficões.
Porque os "velhos ou idosos" que muito sabem, não estão nas ruas por uma boa causa?
Não, também não, mais tomam as mídias, como os jovens e se lançam contra o direito de outra nação.
Se é assim, invadem o Brasil, a Bélgica, os EUA, o Canadá e outros mais, pois a Lei da Soberania Nacional não tem direito.
Realmente, o povo de Israel foi expulso pelo próprio Deus por desobediência, mas 1947/48, voltaram, e hoje povo tem a sua Pátria.
Vamos orar e respeitar!!!
Jerusalém pertence á nação de Israel, independente de MÍDIAS ou de PRESSÃO MUNDIAL.
A verdade está estampada.
Veja o progresso desta nação, façam os vizinhos os mesmo, e cresçam.
DEUS ABENÇOE.


(servo...) em 11/12/2017 07:00:46
Shalom de Daniel Corrêa...
Tenho certeza absoluta que todo POVO JUDEU está muito feliz em saber que de fato JERUSALÉM É A CAPITAL ETERNA DE ISRAEL; Sendo assim JERUSALÉM torna-se CAPITAL INDIVISÍVEL E SOB ÚNICA TUTELA "ISRAEL".
Atentos aos sinais todos estão muito bem preparados e comprometidos em oração, coração e alma; crianças, mulheres e idosos, CIVIS E MILITARES de todas as idades, pois, DEUS enviou uma NAÇÃO Íntegra para formar uma aliança forte com ISRAEL; Esse é mais um Sinal claro e evidente Estabelecido por DEUS para retomada de JERUSALÉM de ponta a ponta sob 1(um) único dono de direito legitimado "ISRAEL".
"ORO A NOSSO DEUS QUE ESSE CONFLITO SEJA RESOLVIDO DA MELHOR FORMA POSSÍVEL."
TODA A ESPERANÇA DE UM NAÇÃO ESTÁ DE BAIXO DA MÃO PODEROSA DO DEUS VIVO... "O DEUS DE ISRAEL."
sem mais...
Nilton Alves Falcão em 10/12/2017 07:43:46
Bom dia. Estou me aprofundando no assunto, revendo passagens bíblicas, porém, acho que são comprimentos dos últimos tempos e que Deus está escrevendo do jeito dele. Enquanto isso, os cientistas, os que são incrédulos, estão, teoricamente, se explicando.
Volto

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||