"As relações entre a Rússia e Israel são profundas" - Afirmou Putin

09 de junho de 2016.

 

Benjamin Netanyahu encontra-se de visita a Moscou, a quarta já deste ano, desta vez para comemorar os 25 anos de relações diplomáticas entre os dois países.

Após o encontro entre Netanyahu e o presidente russo Vladimir Putin realizado ontem à tarde, foi realizada uma conferência de imprensa conjunta em que foram sublinhadas as excelentes relações entre as duas nações: "As conversações com o primeiro-ministro foram construtivas" - declarou Putin, acrescentando: "Abordamos as relações bilaterais e os problemas internacionais. Netanyahu está de visita aqui para assinalar os 25 anos desde e restabelecimento das relações diplomáticas entre a Rússia e Israel, e as nossas relações estão mais profundas. A União Soviética foi o primeiro país a reconhecer Israel como estado independente em 1948."

Referindo-se às relações comerciais entre ambos os países, Putin revelou os planos para incrementar a cooperação mútua: "Estou certo de que o estabelecimento de uma área de livre comércio entre a união euro-asiática e Israel será um incentivo para o desenvolvimento das relações econômicas."

Netanyahu enfatizou também as boas relações entre Jerusalém e Moscou: "As nossas relações têm estado a desenvolver-se sistemática e consistentemente...nunca esqueceremos o povo russo e o papel do exército Vermelho na derrota dos nazis."

Olhando para os próximos 25 anos, Neanyahu referiu-se às áreas atuais de cooperação nos campos da tecnologia, inovação, high-tech, economia, comércio, turismo, cultura e muitas outras áreas:"Determinamos hoje que iremos ter pontos de cooperação...para fortalecer as relações tecnológicas. Expressei também apreciação pelo fato de não longe daqui existir um instituto para o ensino da língua hebraica sustentado pelo governo russo. Exprimi a minha esperança de que o número de pessoas que falam o hebraico na Rússia venha a alcançar o número dos que falam russo em Israel."

Num raro ato de cortesia, Putin acompanhou Netanyahu numa visita ao majestoso edifício do Kremlin, mostrando-lhe algumas peças de arte com representação de figuras bíblicas. 

Acompanhado da sua esposa Sara, Netanyahu visitou ainda uma exposição denominada "Abrindo a porta para Israel", no centro da capital russa. A exposição interativa tem nove portas que se abrem para revelar Israel a partir de diferentes ângulos e pontos de vista.

Vivem atualmente em Israel mais de 1 milhão de judeus oriundos das ex-repúblicas soviéticas e que vieram viver para Israel após a queda do comunismo e da URSS. Este êxodo de judeus russos para Israel tornou-se profeticamente simbólico, sendo muitas vezes denominado como "Êxodo II."

Fonte: Shalom, Israel!

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||