Após ataque, Israel suspende 83 mil permissões de entrada de palestinos para Ramadã

09 de junho de 2016.

 

Israel suspendeu nesta quinta-feira (09/06) 83 mil permissões de entrada em seu território para palestinos da Cisjordânia e de Gaza, um dia após o ataque que deixou quatro mortos e pelo menos 16 feridos em um mercado no centro de Tel Aviv.

Segundo a imprensa local, a medida foi anunciada pelo coordenador das atividades do governo israelense nos territórios ocupados, o general Yoav Mordejai, em resposta às ordens emitidas pelo primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, e pelo titular da Defesa, Avigdor Lieberman.

Nesta quarta-feira (08/06), dois homens que se passavam por clientes atiraram nos frequentadores de um mercado no distrito de Sarona, no centro de Tel Aviv, uma área movimentada e localizada próximo ao Ministério da Defesa.

Os autores do ataque foram presos. De acordo com autoridades policiais, eles são primos e vivem em Yatta, uma vila palestina próximo a Hebron, em um dos territórios ocupados por Israel.

De acordo com o governo de Israel, o congelamento das permissões especiais de entrada no país é uma medida cautelar até a decisão final do gabinete.

Israel havia concedido as permissões em função do Ramadã, o que permitiria o deslocamento mais rápido de palestinos durante a celebração islâmica e a reunião de famílias da Cisjordânia e de Gaza.

Entre as permissões suspensas, 204 haviam sido expedidas a familiares dos dois autores do ataque. 

Até o momento nenhum grupo reivindicou a autoria da ação.

O porta-voz do Hamas, Hussam Badran, disse que o ataque foi “a primeira profecia do Ramadã” e disse que sua localização, próximo ao Ministério da Defesa, "indicou o fracasso de todas as medidas da ocupação” para colocar fim à revolta dos palestinos.

Fonte: EFE.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||