"Acabaram-se os dias em que Israel era agredida na ONU" - Garante a representante norte-americana

29 de março de 2017.

 

Perante uma audiência de quase 18.000 pessoas em êxtase ontem à noite, na conferência anual da AIPAC - "American Israel Public Affairs Comittee"  - a representante norte-americana para as Nações Unidas Nikki Haley prometeu uma nova era na ONU, uma nova época em que que os EUA serão um aliado inequívoco e ousado de Israel, e qualquer nação que se atravessar no caminho sofrerá a sua ira.
 
"Eu calço sapatos altos. Mas nada tem a ver com a moda. É porque se eu vir algo de errado, vamos pontapear em todas as direções."
 
"Quando a resolução (da ONU) 2334 passou, e os Estados Unidos se abstiveram (durante a administração Obama), todo o país sentiu que levou um pontapé nas tripas" - comentou a diplomata perante a vasta audiência. E acrescentou: "Tínhamos acabado de fazer algo que revelou os Estados Unidos no seu ponto mais baixo de sempre. Nunca viráramos as costas aos nossos amigos, e não temos maior amigo que Israel. Ver aquilo acontecer não foi apenas embaraçoso: doeu."
 
E prometeu: "Aconteceu, mas não volta a acontecer!"
 
"Ninguém vai pegar o nosso democrático amigo número um no Médio Oriente e bater-lhe" - garantiu Haley, avisando ainda: "Se nos desafiarem, preparem-se para aquilo em que nos desafiaram, porque vamos responder" - exclamou, acrescentando perante a multidão eufórica: "Acabaram-se os dias em que Israel era agredido na ONU."
 
"O que se vê agora é que eles já se retraíram um pouco. As agressões a Israel já não são tão visíveis."
 
Comentando ainda sobre o pérfido documento travado por Guterres a pedido de Haley, e que acusava Israel de ser um regime"apartheid", a ex-senadora comentou: "Eles voltaram a testar-nos com este relatório Falk. Não sei quem é esse tipo (Falk, o autor da proposta), nem o que anda a fazer, mas digo-vos que ele arranjou sérios problemas."
 
Já ontem a embaixadora norte-americana na ONU tinha alertado sobre o acordo nuclear com o Irã, que enfatizou: "apenas deu mais ousadia ao Irão para pensar que pode simplesmente querer mais."
 
"Vamos andar de olho neles como falcões" - avisou.
 
É isto que Israel precisa. Amigos dispostos a dar a cara e defender na ONU aquilo que é verdadeiro e justo, sem se deixarem manipular pela viciosa e perniciosa prole pró-árabe e anti-semita.
 
Fonte: Shalom, Israel

Comentários

Pedro em 01/04/2017 22:43:12
Deus abençoe essa corajosa varoa está sendo usada por Deus oremos por israel e por ela
Juracy Felix em 30/03/2017 23:45:16
Que o Rei de Israel a abençoe, porque a Salvação veio dos judeus e ela será abençoada pelo Rei, porque está defendendo o Estado e a Cidade do grande Rei que era que é e que há de vir!
detinha em 30/03/2017 11:42:39
Grande e corajosa Mulher, Deus lhe dê sabedoria para defender o povo de Israel. Os americanos também precisam de buscar mais a Deus, pois vão passar por tempos muito difíceis.
Ronaldo luis em 29/03/2017 12:24:21
Vamos lutar a favor de Israel não podemos está lá, mas oramos a favor de nossos irmãos em Cristo Jesus
Vamos ora pra que o presidente do USA e a esta irmã que está na ONU Seja usados por Deus
Ronaldo Luis em 29/03/2017 12:18:36
Vamos lutar a favor de Israel, não podemos está lá mas podemos na nossa orações clamar pelo nosso irmão em Cristo Jesus
As lutas contra Israel e van, porque nadas e nem ninguém pode vencer o povo escolhido de Deus
Carlos em 29/03/2017 05:33:22
Parabéns à essa Nobre Mulher !!!!! Inteligente ,,corajosa e muito Linda.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||