57 Nações Islâmicas convocam cupula de emergência prevendo o reconhecimento de Jersualém como capital de Israel por Donald Trump

04 de dezembro de 2017.

 

Jerusalém torna-se cada vez mais uma "pedra pesada". Já assim foi profetizado há 2.500 anos.
 
O polêmico anúncio de que Trump irá nesta próxima Quarta-Feira confirmar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel está a gerar enormes ondas de contestação e até de ameaças de uma nova Intifada.
 
A "Organização da Cooperação Islâmica" acabou de convocar as 57 nações muçulmanas que fazem parte da organização para uma cúpula, caso o presidente norte-americano acabe por anunciar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel.
 
Nesta próxima Quarta-Feira o presidente norte-americano tem diante de si este dilema, e, apesar de o ter anunciado na sua campanha eleitoral, a oposição interna e externa a tal decisão cresce de minuto a minuto, prevendo-se um aumento da violência em Israel caso o reconhecimento se confirme.
 
Os 57 países membros da organização muçulmana irão esta noite reunir-se de emergência em Jeddah, na Arábia Saudita: "Se os Estados Unidos derem o passo de reconhecerem Jerusalém como a assim chamada capital de Israel, recomendamos unanimemente a convocação de uma reunião ao nível de conselho de ministros dos Negócios Estrangeiros, seguida de uma cimeira islâmica o mais rapidamente possível."
 
A "OCI" alertaram também que o reconhecimento de Jerusalém ou o estabelecimento de qualquer missão diplomática na cidade em disputa será visto como "um claro ataque contra as nações árabes e islâmicas."
 
ABBAS APELA À MOBILIZAÇÃO GERAL
 
O movimento Fatah associado ao líder palestino Mahmoud Abbas apelou entretanto a uma mobilização geral dos palestinos no caso de Trump reconhecer Jerusalém como capital de Israel.
 
O governo turco alertou entretanto o presidente norte-americano para não dar o anunciado passo, prevendo que a acontecer, tal decisão iria gerar "um desastre."
 
Passo a passo, o anunciado está tomando o lugar no plano profético...
 
Fonte: Shalom, Israel!

Comentários

Waldivino eulalio em 07/12/2017 01:17:31
Está se cumprindo Lc 21:24. O tempo dos gentios anunciado por Jesus. A revista 'Noticias de Israel' havia publicado esta mensagem.
Inaldo Henriques da silva em 06/12/2017 11:47:07
Mais do que certo, pois está terra pertence a Israel como herança divina, queiram ou não as nações e mundo árabe Deus é quem vai dar de volta todo este território ao seu povo amém e amém assim seja

jesus carlos garcia em 05/12/2017 20:17:14
israel .e uma nação eleita por DEUS esta embaixo da potente mão de DEUS não sera totalmente destruída
Paulo Santiago em 05/12/2017 12:14:47
Quero receber notícias de Israel
Samuel Pereira em 05/12/2017 11:21:34
Israel tem todo direito de estabelecer Jerusalém como a sua capital. Há provas evidente que o povo hebreu sempre exerceu o seu direito sobre a referida Cidade.

Enviar comentário

voltar para Israel

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||