Trump diz que será 'pior inimigo' de Putin caso relação EUA-Rússia falhe

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

19 de julho de 2018.

 

Trump afirmou nesta quinta-feira (19) que será o 'pior inimigo' do presidente russo, Vladimir Putin caso as relações entre EUA e Rússia não funcionem. A declaração foi dada em entrevista à rede estadunidense CNBC, em que ele trata sobre a repercussão negativa do encontro com Putin esta semana em Helsinque.

Donald Trump também não economizou críticas ao seu predecessor, o democrata Barack Obama, chamando-o de ingênuo em relação à Rússia.

O presidente norte-americano afirmou que "tem sido mais duro com a Rússia do que qualquer presidente ao longo de muitos, muitos anos", acrescentando: "talvez o mais duro de todos os tempos".

Trump também afirmou que valoriza a oportunidade de melhorara a relação entre os dois países, mesmo sob as acusações de "interferência russa" nas eleições de 2016, o que tem sido negado pelo Kremlin.

"Me aproximar do presidente Putin, me aproximar da Rússia, é positivo, não negativo", disse o presidente dos EUA.

Donald Trump negou as acusações de que estaria de alguma forma sob a influência de Putin, apontando que pediu a Angela Merkel, chanceler alemã, que deixe de apoiar um novo gasoduto que levaria gás da Rússia à Alemanha através do Mar Báltico.

"Eu disse, espere um minuto, nós deveríamos estar te protegendo da Rússia e você pagará a eles bilhões de dólares? O que é isso?", afirmou o presidente, acrescentando que isso não seria de nenhuma maneira positivo para a Rússia.

"Agora, você acha que isso é positivo para a Rússia? Estou dando conselhos para que eles [Alemanha] saiam de algo que daria a ela [Rússia] bilhões de dólares", disse o presidente dos EUA à CNBC.

Donald Trump também justificou-se lembrando ao repórter da CNBC que expulsou 60 diplomatas russos dos EUA em março após um escândalo no Reino Unido, que acusou a Rússia de ter envenenado Serguei Skripal e sua filha, Yulia, com o agente nervoso A234, o que o Kremlin nega ter acontecido.Mais cedo nesta quinta-feira (19), a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, postou no Twitter que Donald Trump pediu ao conselheiro de Segurança Nacional, John Bolton, que convide o presidente Putin para um encontro entre os dois líderes em Washington ainda este ano.

Os comentários de Donald Trump surgem três dias após seu encontro com Vladimir Putin em Helsinque na Finlândia, pelo qual sofreu uma série de críticas da imprensa ocidental, que esperava uma atitude mais dura do presidente dos EUA. A críticas mais duras vieram de dentro do próprio partido Republicano.

Fonte: Sputnik

https://br.sputniknews.com/russia/2018071911760695-trump-putin-russia-eua/

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||