Theresa May pede para manter pressão sobre a Rússia devido à Síria

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

29 de novembro de 2016.

A premiê britânica Theresa May pediu à comunidade internacional para continuar exercendo pressão sobre a Rússia devido às suas ações na Síria.

"Devemos seguir pressionando a Rússia, tendo em conta sua autoconfiança crescente", declarou May durante uma coletiva de imprensa conjunta com a sua homóloga polonesa Beata Szydlo.

Em 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques aéreos contra alvos terroristas na Síria.

Desde então, vários representantes dos países ocidentais e os EUA, bem como diversas organizações de defesa dos direitos humanos, inclusive a Amnesty International, declaram regularmente que os russos, junto com as tropas de Assad, cometem crimes militares, bombardeiam a oposição armada e prédios da infraestrutura civil.
 
Em outubro, o secretário de Estado dos EUA John Kerry e o chanceler britânico Boris Johnson advertiram que a Rússia poderá enfrentar novas medidas restritivas pelo alegado bombardeio de civis na cidade síria de Aleppo.
 
Fonte: Sputnik

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||