Terroristas da Frente Nusra pedem proteção da ONU contra Rússia

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

22 de fevereiro de 2016.

Ataques aéreos forçaram a organização terrorista filiada à al-Qaeda pedir ajuda à ONU, relata o jornal alemão Deutsche Wirtschafts Nachrichten (DWN).

Segundo do DWN, que cita a Reuters, o grupo terrorista baseado na Síria pediu uma “trégua de duas a três semanas” e exigiu que todos ataques contra o grupo terrorista sejam interrompidos.

O grupo colocou a exigência na esperança de que a interrupção nas hostilidades lhes dê tempo para se reorganizarem e evitarem sua destruição, diz o jornal.

EUA e Arábia Saudita, por sua vez, apoiam o grupo há algum tempo com armas e finanças, enquanto políticos tentam dar à Frente Nusra uma imagem mais favorável classificando-a como “oposição moderada”.

E “enquanto a Frente Nusra oficialmente rejeita todos objetivos da al-Qaeda, o faz apenas para participar da divisão da Síria”, escreve o DWN. No entanto, “um relatório da ONU acusou a Frente Nusra de crimes contra a humanidade”.

“Ataques aéreos russos colocaram a Frente Nusra, assim como o Daesh, sob pressão considerável, recentemente com  cerco a Aleppo. O Exército sírio, que tem o apoio dos russos, vem avançando sem parar e não pretende negociar com os terroristas.”

“A situação precária”, diz o DWN, “forçou o grupo terrorista a tentar uma medida original — pedir um cessar-fogo junto à ONU. Isto foi relatado pela Reuters, citando fontes anônimas ‘próximas às negociações de paz.’”

As fontes, o jornal aponta, podem ter recebido sua informação da CIA. A cooperação da agência com a Frente Nusra serve para irritar o Pentágono e a Casa Branca. O Presidente Barack Obama já se referiu a essa cooperação como um fracasso.

“A oferta é claramente uma armadilha para os russos: os militantes desejam se reorganizar e impedir sua própria destruição… porque russos e sírios estão procedendo com a batalha pela Síria com o máximo de seriedade”, conclui o DWN.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||