Soldados israelenses queimam bandeira palestina na Cisjordânia

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

14 de abril de 2016.

Dois soldados israelenses queimaram a bandeira da Palestina em frente de centenas pessoas junto a um posto de controlo na Cisjordânia, informa a agência israelense JTA.

Os soldados tomaram a bandeira de um carro que passava pelo posto perto de Nablus, na Cisjordânia.

As autoridades da Palestina fizeram uma reclamação oficial a Israel sobre o acidente, de acordo com a agência palestiniana Ma’am.

A porta-voz das forças israelitas disse à Ma’am que os soldados “não agiram segundo as ordens das IDF 
[forças israelenses]”.

Os soldados que queimaram a bandeira foram sentenciados a 28 dias de detenção, enquanto o seu comandante foi demitido do cargo e sentenciado a 20 dias em prisão militar.

A Palestina espera ser reconhecida como Estado independente, tal como foi proclamado em 1988, no território da Cisjordânia, incluindo também Jerusalém e Gaza.

O governo de Israel recusa reconhecer a Palestina como uma entidade política independente e continua construindo assentamentos nas áreas ocupadas, apesar das múltiplas reclamações da ONU.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||