Salvação para milhões de sírios está em jogo, afirma coordenador humanitário

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

29 de abril de 2016.

Mais da metade dos civis em áreas sitiadas foram ajudados nos últimos meses, mas violência piora e representante da ONU teme que ganhos sejam perdidos se os confrontos continuarem.

A violência em várias áreas da Síria voltou para o mesmo nível de antes da cessação das hostilidades, ameaçando a vida de milhões de pessoas, segundo o coordenador humanitário da ONU para o país.

Jan Egeland disse que mais da metade das pessoas em zonas sitiadas já receberam ajuda. Mas ele destaca que esses ganhos podem ser perdidos se os confrontos continuarem.

Bombardeios

O coordenador humanitário citou a escalada da violência em Homs e uma "piora catastrófica" em Alepo, onde o último pediatra da cidade morreu após um ataque aéreo em um hospital.

Jan Egeland lamenta que tantas vidas de civis estejam em risco, com bombardeios contra trabalhadores de saúde e humanitários. Até agora, ONU e parceiros alcançaram quase 800 mil pessoas em áreas sitiadas ou difíceis de serem alcançadas.

O coordenador humanitário para a Síria reforça que os lados em conflito precisam contribuir com a operação dos comboios de ajuda. Foi feito um pedido oficial ao governo sírio para que 900 mil civis em 35 zonas sitiadas recebam ajuda. A expectativa é de que a resposta do governo chegue até sexta-feira.

Fonte: Rádio ONU.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||