Rússia responde as últimas declarações de Erdogan: “A Rússia é o único país cujo o exército está na Síria de forma legítima”

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

30 de novembro de 2016.

O porta-voz do presidente russo, Dmitri Peskov, se referiu as últimas declarações do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmando que a “Rússia é o único país cujo o exército está na Síria de forma legítima”.

Na última terça-feira, 29/11, o presidente Erdogan declarou que o exército turco entrou na Síria para “por fim ao governo de Assad”.

Peskov destacou que as palavras de Erdogan não coincidem com a posição russa para solucionar a situação da Síria e disse que a Rússia espera explicações sobre a declaração do presidente turco.

“Está declaração não está de acordo com as anteriores e muito menos como nós entendemos a situação”, disse Peskov que ainda acrescentou: “A Rússia é o único país que as forças armadas se encontram de maneira legítima em território sírio, a pedido das autoridades legítimas”.

O porta-voz russo disse que ainda é muito cedo para falar sobre o possível impacto das palavras de Erdogan nas relações entre Rússia e Turquia. “Se trata de uma nova declaração e, antes de levantarmos hipóteses, esperamos que explique sua posição. Hipóteses aqui são inapropriadas”, disse Peskov.

Ações turcas na Síria

A Turquia começou em 24 de agosto a operação “Escudo do Eufrates” na Síria com o objetivo de combater o Estado Islâmico. Erdogan disse na ocasião que o objetivo da operação seria “limpar os terroristas” de um território de 5 mil km quadrados e criar um área segura para os refugiados.

Fonte: QG GLOBAL.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||