Rússia prepara resposta à entrada de navios norte-americanos no mar negro

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

10 de junho de 2016.

Cruzador de mísseis Moskva, navio principal da Frota do mar Negro da Rússia

A entrada de navios americanos no mar Negro terá uma resposta correspondente por parte da Rússia, afirmou à agência RIA Novosti o diretor do Departamento de cooperação europeia do Ministério das Relações Exteriores da Rússia Andrei Kelin nesta sexta (10).

Em 6 de junho, o contratorpedeiro USS Porter entrou no mar Negro para participar em exercícios conjuntos da OTAN no âmbito da operação Atlantic Resolve.

De acordo com Kelin, "de vez em quando os navios americanos entram no mar Negro".

"Claro que não aprovamos estas ações e, sem dúvida, eles terão a resposta correspondente", afirmou o diplomata.

Ele também comentou a deslocação de porta-aviões estadunidenses do Golfo Pérsico para o mar Mediterrâneo. De acordo com Kalin, a movimentação de navios norte-americanos não é uma novidade, "existe liberdade de navegação, eles têm o direito de passagem pacífica." No entanto, o fato de isso ser feito na véspera da cúpula da OTAN em Varsóvia, demonstrando a força, levará com certeza a um aumento da tensão na região.

Anteriormente, o jornal Wall Street Journal tinha informado, citando fontes militares, que a deslocação do porta-aviões USS Harry Truman tem como fim "conter os russos".

O USS Harry Truman entrou no mar Mediterrâneo para atacar posições do grupo terrorista Daesh (também conhecido como Estado islâmico, proibido na Rússia) na Síria e no Iraque. Em junho, nesse mar deverá também entrar o porta-aviões USS Dwight Eisenhower.

Fonte: Sputnik.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||