Rússia adverte contra entrada da Geórgia na Otan

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

06 de agosto de 2018.

 

O primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, advertiu contra a entrada da Geórgia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e afirmou que este passo poderia suscitar um "conflito terrível", em entrevista emitida nesta segunda-feira pela rádio "Kommersat FM" às vésperas do 10º aniversário da guerra russo-georgiana.

"Isso (a entrada da Geórgia na Otan) pode provocar um conflito terrível. Não entendo a necessidade disso", afirmou Medvedev.

Presidente da Rússia durante a guerra russo-georgiana que explodiu em 8 de agosto de 2008 na região separatista georgiana da Ossétia do Sul, o atual chefe de governo indicou que esse conflito armado poderia ser evitado.

"Não era inevitável", ressaltou Medvedev, que na época, na sua condição de comandante supremo das Forças Armadas da Rússia, ordenou a entrada das tropas em território georgiano em uma operação que denominou de "imposição da paz" e que concluiu em cinco dias com a vitória arrasadora da Rússia.

A decisão de Moscou de intervir militarmente aconteceu depois que o exército georgiano entrou no território controlado pelos separatistas da Ossétia do Sul com o objetivo de "restabelecer a ordem constitucional".

Dez anos depois, a maioria dos russos responsabiliza as autoridades da Geórgia da época, os Estados Unidos e outros países da Otan pela guerra, segundo os resultados de um levantamento publicado hoje pelo instituto de pesquisas de opinião Levada Center.

Apenas 5% dos entrevistados culparam o governo da Rússia pela explosão do conflito.

Após a guerra, a Rússia reconheceu a independência da Ossétia do Sul e da Abkhazia, outra região separatista georgiana, e Tbilisi rompeu relações diplomáticas com Moscou.

Embora a Geórgia já tivesse manifestado sua vontade de entrar para a Otan antes, a explosão do conflito com a Rússia fez com que este objetivo se convertesse em uma das prioridades de sua política externa.

Fonte: EFE

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||