Resoluções sobre Síria não são aprovadas no Conselho de Segurança

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

09 de outubro de 2016.

Órgão se reuniu neste sábado; ministro das Relações Exteriores da França afirmou que Alepo em breve estará em ruínas, "abandonada a seus carrascos".

Neste sábado, o Conselho de Segurança da ONU não aprovou duas resoluções para acabar com a violência no leste da cidade de Alepo, na Síria, área que está sitiada.

Uma das resoluções, proposta pela França e pela Espanha, pedia o fim imediato dos bombardeios aéreos e voos militares sobre a cidade.  O documento recebeu 11 votos a favor, duas abstenções e dois votos contrários, da Rússia e da Venezuela. Como membro permanente, a Rússia tem poder de veto.

Abandono

O ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Marc Ayrault, participou do encontro deste sábado.

Segundo Ayrault, Alepo em breve estará em ruínas, "abandonada a seus carrascos".

Rússia

A segunda resolução, proposta pela Rússia, que buscava restabelecer os termos do cessar-fogo também não foi aprovada pelo Conselho pois não conseguiu apoio da maioria de seus integrantes.

Na reunião do órgão, diversos membros lembraram o recente informe feito pelo enviado especial da ONU para Síria, Staffan de Mistura.

Ação urgente

Segundo o enviado especial, se medidas urgentes não forem tomadas para abordar a situação na Síria, milhares de pessoas podem morrer e áreas, como o leste de Alepo, podem ser totalmente destruídas até o fim desse ano.

A ONU calcula que após cinco anos, o conflito sírio levou mais de 4,8 milhões de refugiados a países vizinhos, centenas de milhares à Europa e deixou 6,6 milhões de deslocados dentro do país.

Fonte: Rádio ONU.

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||