Pyongyang se insurge contra exercícios militares dos EUA na Península da Coreia

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

25 de março de 2017.

 

Pyongyang exorta Washington a ouvir "a voz do razão" e a acabar com os exercícios militares na região.

Uma tentativa dos EUA de testar um ataque preventivo contra a Coreia do Norte provocaria "consequências catastróficas", declarou o porta-voz do Comitê Nacional da Coreia do Norte para a Paz, citado pelo jornal Rodong Sinmun.

Segundo o porta-voz, os EUA devem acabar imediatamente com as manobras contra a Coreia do Norte e retirar as armas nucleares deslocadas na península. 

"Os EUA devem ouvir a voz da razão e refletir sobre as consequências catastróficas de tentarem realizar um ataque preventivo contra a Coreia do Norte", sublinhou o porta-voz. 

Ele acrescentou que, caso isso aconteça, "Pyongyang vai ser o primeiro a atacar com suas armas nucleares todas as bases de onde surgem provocações e agressão".

Seul e Washington iniciaram seus exercícios anuais conjuntos Key Resolve e Foal Eagle, considerados pela Coreia do Norte como uma ameaça, enquanto os dois aliados afirmam que os exercícios têm um caráter defensivo. 

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||