Putin: 'Rússia causou danos significativos aos terroristas, foi isso que levou a conversações'

"E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;..." Mateus 24:6

23 de fevereiro de 2017.

 

Em 23 de fevereiro, data em que se comemora o Dia do Defensor da Pátria, o presidente russo se encontrou com oficiais da Marinha do Norte russa, que se destacaram pelos sucessos militares na realização das missões no mar Mediterrâneo, perto da costa síria, e discursou sobre a situação atual no país árabe.

O presidente disse, dirigindo-se aos militares: “[Vocês] causaram grandes e significativos danos aos agrupamentos terroristas internacionais, às suas bases, armazéns de armas, munições, equipamentos, infraestrutura. E isto, sem dúvida alguma, contribuiu para os resultados positivos para os esforços de todos os países que tomam parte da luta contra o terrorismo internacional, neste caso, na República Árabe da Síria, e contribuiu para criação de condições favoráveis à continuação das negociações de paz entre o governo sírio e a oposição armada”.

O líder russo afirmou que para a resolução do conflito sírio é extremamente importante que não haja ingerência externa.

"Temos que fazer todo o possível para que, ao ser decidida a questão-chave, ou seja, a da integridade territorial síria, não haja nenhuma interferência de fora", frisou.

Vladimir Putin afirmou que, infelizmente, entre as fileiras jihadistas há um enorme número de militantes provenientes da Rússia e das antigas repúblicas soviéticas.

“Segundo nossos dados provisórios, são milhares. Pelos dados do Departamento Central de Inteligência do Estado-Maior e do FSB [Serviço Federal de Segurança], são por volta de 4 mil [combatentes] da Rússia e cerca de 5 mil – das repúblicas da ex-União Soviética”, explicou.

Ao falar da importância desta missão na Síria para o seu país, Putin realçou que “levando em conta que temos isenção de vistos entre os países [da ex-URSS], entendemos o grande perigo que se esconde neste criadouro de terrorismo na Síria especialmente para nós, para a Rússia. Ao realizar missões de combate longe das fronteiras nacionais, vocês contribuíram de maneira direta para garantir a segurança da Federação da Rússia”.

Fonte: Sputnik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/201702237751320-putin-siria-terroristas-daesh-exercito/

voltar para Guerras

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||